Conheça o BCFF11: O Fundo De Fundos da BTG Pactual

163
Conheça o BCFF11: O Fundo De Fundos da BTG Pactual
Conheça o BCFF11: O Fundo De Fundos da BTG Pactual

Você já ouviu falar do BCFF11, o fundo de fundos do BTG Pactual? Será que vale a pena investir no BCFF11?

Investir em fundos imobiliários é uma ótima alternativa para quem busca maior diversificação na renda variável e quer receber dividendos mensais. E esse é justamente o objetivo do fundo de fundos BCFF11. O fundo administrado pelo BTG Pactual tem como principal objetivo investir em cotas de fundos imobiliários o que possibilita uma maior diversificação, sobretudo para investidores que não dispõem de muito dinheiro para investir em FIIs. 

No ano passado o BCFF entregou aos seus acionistas uma rentabilidade mensal média de 0,46%, mas será que ainda vale a pena investir no BCFF11?  Vamos te responder isso neste artigo, continue lendo. 

O que é BCFF11 FII ?

O Fundo de Investimentos Imobiliários- FII BTG Pactual Fundo De Fundos (BCFF11), foi criado em dezembro de 2010, o qual tem como objetivo a aquisição de cotas de outros fundos imobiliários. Além de cotas de FII’s, o BCFF11 também tem em sua carteira papéis de dívidas atrelados a imóveis, como CRI (Certificado de Recebíveis Imobiliários), LH (Letras Hipotecárias) ou LCI (Letras de Crédito Imobiliário)

O fundo imobiliário BTG Pactual Fundo de Fundos tem o código BCFF11, que é utilizado para identificá-lo na hora da compra ou venda do ativo. O BCFF11 é gerido e administrado pela BTG Pactual Serviços Financeiros DTVM S.A., de São Paulo/SP. 

Em junho de 2020 o valor de mercado do fundo superou a marca dos R$ 1,8 bilhões.

 Informações Sobre o BCFF11

  • Razão Social: BTG Pactual Fundo de Fundos FDO INV IMOB FII 
  • CNPJ: 11.026.627/0001-38 
  • Gestor: BTG Pactual Gestora de Recursos Ltda. 
  • Público Alvo: Investidores no geral 
  • Segmento: Títulos e Valores Mobiliários 
  • Taxa de Administração: 0,15% a.a. (ao ano) sobre o valor total de ativos 
  • Taxa de Gestão: 1,10% a.a (ao ano) sobre o patrimônio líquido 
  • Início do Fundo: 07 de janeiro de 2010 
  • Quantidade de Emissões:
  • Investidores: 211.478
  • Cotas : 20.562.973
  • Regulamento: Regulamento BCFF11
  • Relatório Gerencial: Relatório BCFF11
  • Site Oficial (RI): Site BTG RI

BCFF11 Rendimentos

Os rendimentos mensais do BCFF11 somaram R$ 6,04 em 12 meses, o que representa 6,71% sobre o valor de cota. Em junho de 2020,o rendimento registrado foi de R$ 0,40 por cota, representando 0,44% de seu valor.

Fonte: Relatório Gerencial BCFF11 de Junho de 2020.
Fonte: Relatório Gerencial BCFF11 de Junho de 2020.

Observe abaixo maiores informações em relação a rentabilidade do BCFF11 e a sua comparação com o IBOV.

BCFF11 Subscrição

O direito de subscrição é dado ao investidor que possui cotas do fundo imobiliário, assim ele tem a oportunidade de manter o seu percentual de participação no fundo mediante uma nova emissão. A subscrição é interessante pois geralmente, os fundos emitem novas cotas a um preço mais baixo que o praticado no mercado secundário, tendo o cotista a preferência pela por essa modalidade de compra.

Caso o investidor não queira usar o seu direito de subscrição, alguns fundos permitem que você venda esse direito através do home broker da sua corretora.

BCFF11 Negociação e Liquidez

No mês de junho de 2020, o volume negociado do BCFF11 foi de R$ 109,3 milhões, alta de 47% quando comparado com o relatório de novembro de 2019.

Fonte: Relatório Gerencial BCFF11 de Junho de 2020.

BCFF11 Carteira

A carteira do BCFF11 é composta na sua maior parte por cotas de outros fundos imobiliários, mas o fundo também aceita investimentos em outros títulos do segmento.

Em junho de 2020 o fundo possuía a seguinte disposição:

Alocação por Segmento de Atuação 

A alocação de ativos do BCFF11 se divide entre 7 diferentes segmentos, a saber:

  • Caixa: 20%
  • FII de CRI/ CRI: 29%;
  • Comercial: 14%;
  • Shopping: 17%;
  • Híbridos: 8%;
  • Logística: 7%;
  • Hoteleiro: 2%;
  • Hospitalar: 1%
  • Educacional:2%
Fonte: Relatório Gerencial BCFF11 de Junho de 2020.

Diversificação

A carteira do BCFF11 conta com 63 FIIs, sendo que os cinco com maior participação são: BTCR, HGRU, BPML, IRDM e BRCR. 

Veja o top 20 FIIs na carteira do BCFF11 segundo relatório gerencial de junho e de 2020.

Fonte: Relatório Gerencial BCFF11 de Junho de 2020.

Riscos do BCFF11

Bem como todos os outros investimentos financeiros, o BCFF11 não é isento de riscos. Abaixo iremos falar sobre eles:

  • Risco de Liquidez 

O risco de liquidez está relacionado ao tempo para a conversão de uma cota em dinheiro. Assim, ele está diretamente relacionado ao mercado secundário, uma vez que os fundos de investimento imobiliário não admitem resgate de cotas. Apesar do BCFF11 demonstrar boa liquidez como vimos anteriormente, vale ressaltar que o mercado secundário para a negociação de cotas de fundos imobiliários no Brasil tem baixa liquidez no geral.

  • Risco de Mercado 

O risco de mercado se refere a possibilidade de variação no valor ou rentabilidade dos ativos que compõem a carteira do fundo. Como boa parte do rendimento do fundo vem do ganho de capital com a compra e venda de cotas de outros fundos, o risco de mercado se vê presente. Em um cenário de queda no mercado de FIIs, essa importante fonte de renda pode ficar comprometida.

  • Risco Setorial

O setor imobiliário em si apresenta alguns riscos inerentes:

  • Variação dos preços dos imóveis; 
  • Vacância;
  • Inadimplência;
  • Duração de contratos.

Contudo, a gestão do BCFF11 reduz esses riscos através de uma carteira diversificada, com foco em bons fundos, o que muitas das vezes diferencia dos investidores imobiliários PF.

  • Risco de Crédito 

O risco de crédito é aquele que trata da possibilidade de inadimplência. Já vimos que a carteira do BCFF11 é composta em parte por CRIs (títulos de dívidas atrelados à imóveis físicos) onde, caso as dívidas não sejam honradas, esses imóveis são tomados em pagamento, nesse caso, o risco se resume ao tempo entre a tomada e a conversão do bem em dinheiro.

  • Risco de Potencial Conflito de Interesse

A administradora e a gestora do fundo exercem atividades similares em outros FIIs.

O BCFF11 pode investir em outros fundos também administrados pelo BTG Pactual, o que pode colocá-lo em situações de conflito de interesses efetivo ou potencial. Cabe ressaltar que tanto a CVM quanto a própria instituição tomam medidas para evitar tais conflitos.

Vale a Pena Investir em BCFF11?

O fundo imobiliário BCFF11 pode ser uma oportunidade bastante interessante para quem busca diversificação no mercado imobiliário. 

Mas vale ressaltar que no curto prazo, devido a pandemia que vivemos tanto na parte real da economia quanto na financeira, o ativo pode passar por momentos de instabilidade.

O BCFF11 é um fundo diversificado e gerido por uma instituição renomada. A sua rentabilidade tem sido consistente desde sua oferta pública, salvo momentos de risco sistêmico.

Devido a seu histórico, diversificação e competência do gestor, vale a pena ter cotas deste fundo em sua carteira.

Cabe dizer que, o seu perfil de investidor pode vir a mudar ao longo do tempo, assim você precisa se certificar se esse tipo de aplicação é adequada ao seu perfil.

Conversar com um assessor de investimento para tomar essa decisão é fundamental.