Primeiro lote de doses da Coronavac chega a São Paulo.

735

CURIOSIDADE DO DIA

O JPM destaca que o recente fluxo de investimento no fundo Grayscale Bitcoin Trust sugere que a valorização em 2020 teve maior participação do segmento institucional, diferente da alta de 2017.

O QUE ACONTECEU NAS ÚLTIMAS 24H

Em dia de forte pressão vinda dos mercados do exterior, especialmente após o anúncio do fechamento das escolas em Nova York a partir de amanhã e a confirmação  de uma perspectiva ainda negativa da classificação de risco do Brasil pela agência de classificação Fitch, o Ibovespa interrompeu a sequência de três altas consecutivas, que deixaram o índice muito próximo dos 108 mil pontos.

As ações dos EUA despencaram à medida que novas restrições para reduzir a disseminação do coronavírus, ofuscaram os sinais de que os cientistas estão progredindo rapidamente em direção a uma vacina. 

O Ibovespa fechou a 106.119 pontos em queda de -1,05%. 

Já o dólar comercial subiu 0,13% a R$ 5,33.

INTERNACIONAL

O Índice S&P 500 fechou próximo das mínimas, depois que a cidade de Nova York fechou as escolas por causa do aumento de infecções. A farmacêutica Pfizer Inc. avançou depois de afirmar que sua vacina Covid-19 era 95% eficaz, abrindo caminho para a empresa solicitar a primeira autorização regulatória dos EUA para uma injeção contra o coronavírus já nos próximos dias. 

Depois de ganhos que empurraram as ações para níveis recordes no início desta semana, os investidores permaneceram focados nos últimos dados do coronavírus, que mostraram taxas de infecção perturbadoramente altas na Europa.

O dia no exterior trouxe ainda a notícia de que milhões de americanos perderam acesso ao seguro-desemprego, enquanto o número de novos casos de coronavírus vai a patamares recordes.

O resultado dos principais índices foram: Dow Jones -1,16%, S&P 500 -1,16% e o Nasdaq -0,82%, Euro Stoxx +0,39%.

O QUE VOCÊ PRECISA SABER HOJE

A Fitch Ratings reafirmou a nota soberana do Brasil em “BB-“, com perspectiva negativa. Segundo a agência para um novo Upgrade e necessário a aprovação das reformas tributária e administrativa.

Após ter anunciado 4 grandes privatizações (Eletrobras, Correios, PPSA e Porto de Santos) o ministro Guedes citou que um acordo político vem impedindo o andamento da agenda do governo. Há um mês e meio atrás o ministro chegou a acusar Rodrigo Maia de agir contra as privatizações. 

A farmacêutica Pfizer diz ter feito uma proposta para vacinar “milhões” de brasileiros contra a covid-19 no primeiro semestre de 2021. Não foram divulgados os valores relacionados à proposta no comunicado e a farmacêutica pretende trabalhar em parceria com a Anvisa caso seja fechado o acordo.

O primeiro lote de doses da Coronavac, vacina contra a covid-19 desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantã, chegou a São Paulo na manhã desta quinta-feira. As 120 mil doses da Coronavac ainda precisam de autorização da Anvisa para serem aplicadas nos brasileiros. A vacina está na fase 3 dos testes clínicos, etapa que mede a eficácia do produto, se ele é capaz de proteger contra a covid-19. Somente após a conclusão desta fase é que a vacina poderá obter autorização de uso.

BOLSAS

O Ibovespa abriu estável, às 7:12 +0,07%.

Os mercados internacionais abrem em queda, às 7:11, o S&P 500 -0,11%, Dow Jones -0,20% e Nasdaq -0,27% e Europa -1,83% (FTSE 100).

Na Ásia os mercados fecharam mistos. Nikkei 225,-0,36% ,Hang Seng,-0,71%,  Shanghai,+0,47%.

DESTAQUES

PagSeguro tem queda de 23,1% no lucro líquido; volume de transações bate recorde.

Pfizer faz proposta para governo brasileiro para oferecer vacina em 2021

(#BRFS3) anunciou acordo de cooperação com instituição pública chinesa CAIQ em pesquisa de métodos laboratoriais.

Fonte: Mesa Premium XP, Vinland, Wisir Research, BDM.