Como os Bancos podem se beneficiar do Pix .

127
Como os Bancos podem se beneficiar do Pix .
Como os Bancos podem se beneficiar do Pix .

Você já deve ter ouvido falar do Pix, que é um novo meio de pagamento instantâneo criado pelo Banco Central, e pretende ser uma nova opção ao lado de TED, DOC e cartões para pessoas e empresas fazerem transferências de valores, realizarem ou receberem pagamentos.

Com o Pix, pessoas e empresas poderão fazer essas transações em menos de 10 segundos, usando apenas aplicativos de celular,em um primeiro momento, tudo isso vai resultar em perda de receita para os bancos, principalmente os tradicionais.

O que isso significa

Atualmente 45 milhões de brasileiros têm conta bancária e movimentam juntos 817 bilhões de reais por ano, ha muitas razões pelas quais as pessoas mais desfavorecidas aqui no Brasil não foram consideradas clientes bancários atraentes. É difícil para os bancos alcançar margens suficientes de capital ao processar transações menores, e proibitivamente caro fazê-lo quando essas transações são feitas quase inteiramente em dinheiro.

Os pagamentos digitais (agora incluído o Pix) saltam sobre essas barreiras, as famílias mais pobres normalmente têm altos volumes de transações, uma proposta atraente para operadores bancários. E os clientes podem construir equidade e experiência com bancos formais usando sistemas de saque em dinheiro operados por redes de agentes. Além disso, os produtos de pagamento digital são o meio ideal para atingir uma grande base de clientes em um amplo território. Graças à escala, os produtos digitais podem ser baratos e rentáveis.

Lembrando que a partir de 2021 será possível fazer saques até mesmo em estabelecimentos comerciais, como uma loja de roupas. O atendente gera um QR Code, o usuário faz o pagamento e retira o dinheiro em espécie. A intersecção de novas tecnologias de pagamentos, mercados emergentes, aumento das expectativas dos consumidores, um novo ambiente regulatório e maior impacto dos players não tradicionais está transformando o ecossistema de pagamentos. Essa transformação exige que os bancos reavaliem a forma como participam do ecossistema.

Quem pode usar o Pix

Qualquer pessoa, física ou jurídica, com conta em uma das instituições participantes do Pix vai pode assim utilizar esse novo meio de pagamento

Como cadastrar o Pix

Para registrar Pix, você deve primeiro criar uma chave Pix. A chave Pix representa o endereço de sua conta Pix. Para criar uma chave Pix, uma pessoa física ou jurídica precisa utilizar um dos quatro métodos de identificação a seguir: CPF / CNPJ, e-mail, número de celular ou chave aleatória. A chave aleatória é uma forma de receber Pix sem inserir dados pessoais. É como um nome de login, ou seja, um conjunto gerado aleatoriamente de números, letras e símbolos que irão identificar a conta do destino do recurso

O que os bancos pensam sobre isso

Os bancos se sentam em vastas quantidades de dados que podem usar para entender o comportamento do cliente e identificar oportunidades comerciais.

Para se manterem relevantes, esses bancos devem redefinir a experiência de pagamentos, construir conexões personalizadas com clientes, colaborar pragmaticamente com outros bancos e startups para estimular a criação de produtos totalmente novos, incluindo crédito mercante e outros serviços financeiros subscritos com base nos pagamentos e outros dados coletados através do ecossistema.

Esses tipos de dados podem ser poderosos aceleradores de pagamentos digitais, atraindo comerciantes para a plataforma e gerando receita fora das taxas de transação, os consumidores se beneficiam da conveniência e da experiência de pagamento mais perfeita, o que os incentiva a considerar serviços financeiros. Por outro lado, os bancos podem reduzir seus custos através da automação e garantir o primeiro contato com novas perspectivas, tornando-se uma situação favorável para ambas as partes.

A experiência chinesa ilustra a rapidez com que os pagamentos digitais podem ser dimensionados se os provedores acertarem. Mudar em apenas alguns anos de uma economia de varejo quase inteiramente baseada em dinheiro para uma em que o regulador precisa lembrar as empresas que elas também precisam aceitar dinheiro é nada menos do que surpreendente, já imaginaram isso no Brasil ? O PIX parece ser o catalisador.