Esta calculadora de fluxo de caixa descontado (ou calculadora DCF para ser breve) fornece um método simples de avaliação de empresas ou valuation.

Com apenas alguns cliques, você poderá estimar quanto vale uma empresa e se faz sentido investir nela.

Se você não tiver certeza de como calcular o fluxo de caixa descontado ou o que é, certifique-se de rolar para baixo para obter uma explicação detalhada, incluindo a fórmula do DCF.

O que é o Fluxo de Caixa Descontado ou DCF?

O fluxo de caixa descontado (DCF) é um método de avaliação da empresa, geralmente usado para empresas em estágio avançado.

É aplicado principalmente por investidores para verificar se o seu investimento trará lucros substanciais.

O princípio do fluxo de caixa descontado é muito semelhante ao Valor Presente Líquido (VPL) . O cálculo consiste em alguns passos:

Primeiro de tudo, você tem que projetar fluxos de caixa para o próximo par de anos. 

Geralmente é feito estimando-se a taxa de crescimento da empresa – por exemplo, você assume que a cada ano haverá um aumento de 15% no valor da empresa.

Na segunda etapa, as estimativas de fluxo de caixa são descontadas usando uma taxa de desconto anual . 

Este cálculo reflete a mudança no valor do seu dinheiro. Considere este exemplo: $ 100 hoje não é equivalente a $ 100 daqui a três anos – afinal, você poderia colocá-lo em uma conta de poupança, onde seu valor aumentaria constantemente. 

A taxa de desconto é geralmente considerada igual ao WACC (custo médio ponderado de capital) . Ou de forma resumida, os principais especialistas do mercado usam a taxa de juros prefixada de longo prazo mais 3 a 5% a depender do risco da empresa.

Na próxima etapa, você precisa estimar o valor final de sua empresa. Normalmente, você não vai presumir que a empresa cresce a uma taxa constante para o infinito.

Em vez disso, você tem que assumir uma taxa de crescimento menor, chamada taxa de crescimento terminal ou taxa de crescimento na perpetuidade, para mostrar que o crescimento está desacelerando.

Com base nesse número, você estimará o aumento no valor da sua empresa a partir do final da fase de crescimento até o final da existência da empresa, ou o que é normalmente chamado como perpetuidade no mercado financeiro.

Finalmente, o resultado (chamado de valor intrínseco ou preço justo) deve ser comparado com a quantidade de dinheiro que você deseja investir. Se o valor intrínseco for maior, isso significa que os retornos do investimento excedem os custos. 

Se, por outro lado, o valor intrínseco for menor, o investimento (provavelmente) nunca será compensado.

Limitações do Método do Fluxo de Caixa Descontado

O único ponto que devemos observar antes de avaliar uma empresa com o DCF é certificar se a empresa em analise possui lucros previsíveis, ou seja esqueça empresas cíclicas ou aquelas que estejam passando por momentos incertos nas taxas de crescimento.

O ideal é pegar empresas que apresentam um crescimento constante nos resultados isso torna a empresa previsível nos crescimento de lucros.

Por exemplo as empresas que por qualquer motivo tiverem algum prejuízo dentro de 10 anos podem ser consideradas imprevisíveis e não devemos utilizar o DCF para calcular o seu valor justo.

Também deve-se utilizar apenas números recorrentes, é importante retirar do cálculo os crescimentos de lucros oriundos de eventos não recorrentes no balanço.

Pontos Importantes sobre o Fluxo de Caixa Descontado

Tangible Book a formula padrão utiliza o valor patrimonial da empresa (VPA), porem no VPA está incluso o Goodwill, ou os ativos intangíveis da empresa que não vale nada se esta empresa for liquidada.

Por isso utilizar o Tangible Book que nada mais é que o Patrimônio Liquido excluindo-se o ativo intangível e dividindo pelo total de ações em circulação você terá o valor de Tangible Book por ação, que é mais seguro para o calculo.

Taxa de desconto: essa taxa é o percentual que você estipula para investir seu dinheiro numa ação em detrimento de outro investimento.

Alguns usam uma taxa média de retorno do mercado de algum índice como IBOV, S&P500 ou mesmo uma taxa de juros para renda fixa.

Bons especialista no assunto costumam usar a taxa de juros prefixada de longo prazo + 3 a 5% ao ano como premio por risco da empresa em questão.

Gosto de usar uma taxa prefixada mais 5% assim dá maior segurança para o calculo.

Sobre isso não há um método correto cada investidor define um parâmetro que lhe deixa mais confortável, mas sugiro não ir muito mais longe da taxa de juros prefixada de longo prazo.

Fluxo de Caixa Livre por ação: é possível utilizar três parâmetros, alguns investidores utilizam o LPA (lucro por ação), outros usam o FCL (fluxo de caixa livre por ação) e alguns casos pode-se usar o EBITDA por ação.

Algumas empresas que tem forte resultado financeiro vale utilizar o LPA ao invés do EBITDA, um exemplo seria seguradoras onde o resultado financeiro a grosso modo pode ser considerado como parte do resultado operacional o que acaba me levando a escolher o LPA no calculo de DCF.

Warren Buffett, o maior investidores de todos os tempos, utiliza DCF em suas analises pegando o caixa liquido gerado a partir do negócio, considerando despesas não caixas, como depreciações e amortizações menos despesas de manutenção de caixa em equipamento e propriedades (CAPEX) o que é algo muito próximo do Fluxo de Caixa Livre (FCL) de uma empresa.

De modo geral deve-se conhecer o case de negócio da empresa pra discernir se seria melhor usar o FCL, EBITDA ou o LPA.

Taxa de crescimento: esse é a grande dificuldade da formula, determinar a taxa de crescimento dos lucros mais próxima da realidade é fundamental para o acerto no cálculo.

No crescimento inicial, vale entender muito bem o crescimento que a empresa pode ter nos próximos anos, o guidance da empresa ajuda bastante a ter um bom norte, porém lembre de que a empresa sempre tem premissas mais otimistas que a realidade na maioria dos casos.

Também deve-se ter uma preocupação com a taxa final de crescimento que deve ser menor que a taxa inicial pois de modo geral os lucros das empresas tendem a se estabilizar depois de determinados anos de crescimento, afinal nenhuma empresa no mundo conseguiria crescer pra sempre.

Nesse ponto vale usar uma taxa muito mais próxima ao PIB, inflação, ou PIB + Inflação, a depender do setor que a empresa está inserida.

Usamos todos estes dados para chegar na Margem de Segurança.

Uma vez que determinamos o valor justo e o preço da ação sempre temos basta diminuir um pelo outro para achar a margem de segurança da ação.

Uma armadilha muito comum para investidores de valor é comprar uma empresa que acredita ter um desconto mas não perceber que esse desconto do preço justo se deve a uma deterioração do seu case de negócio. Por isso é muito importante manter além de uma analise quantitativa aprimorar sua analise qualitativa que pra mim essa é a analise mais importante.

Fórmula de fluxo de caixa descontado

Agora que você entende o princípio da avaliação do DCF, é hora de apresentar a fórmula do DCF!

O valor intrínseco total consiste em duas partes:

intrinsic value = growth value + terminal value

valor de crescimento descreve como o valor da sua empresa aumentará durante o estágio de crescimento. Você pode calcular com a seguinte equação:

growth value = EPS * A * (1 - Aⁿ) / (1 - A)

Onde

  • EPS é o lucro por ação ,
  • A é um coeficiente igual a A = (1 + g) / (1 + r),
  • g é a taxa de crescimento,
  • r é a taxa de desconto (igual ao WACC) e
  • n é o número de anos em que sua inicialização está crescendo a uma taxa de crescimento g .

A outra parte do valor intrínseco, chamada de valor terminal , pode ser encontrada com a seguinte fórmula:

terminal value = EPS * Aⁿ * B * (1 - Bⁱ) / (1 - B)

Onde

  • EPS é o lucro por ação,
  • A é um coeficiente igual a A = (1 + g) / (1 + r),
  • g é a taxa de crescimento,
  • r é a taxa de desconto (igual ao WACC),
  • n é o número de anos em que sua startup está crescendo na taxa de crescimento g ,
  • B é um coeficiente igual a B = (1 + t) / (1 + r),
  • t é a taxa de crescimento do terminal, e
  • i é o número de anos em crescimento terminal.

Como calcular o fluxo de caixa descontado: um exemplo

Uffa, isso foi um monte de fórmulas! Vejamos um exemplo para entender os princípios que regem a avaliação do DCF.

Você é um investidor e quer comprar ações de uma empresa, pagando R$ 300 por ação. Durante os últimos 12 meses, o lucro por ação da empresa estava em um nível de R$ 50. Seu investimento será compensado? Vale a pena investir nessa empresa?

  1. A primeira coisa que você faz é perguntar à empresa sobre o crescimento projetado, isso você consegue encontrar nos releases da empresa ou ligando no RI (Relações com Investidores) da empresa. A empresa está confiante de que será capaz de alcançar um crescimento estável de 8% ao ano nos próximos cinco anos.
  2. O próximo passo é a avaliação do crescimento terminal. Após algumas pesquisas, você supõe que uma taxa de crescimento de 3% nos próximos cinco anos parece realista. Normalmente em vale usar um número mais próximo ao crescimento do PIB ou inflação ou PIB + Inflação a depender do modelo de negócios.
  3. Por último, mas não menos importante, você verifica os valores médios do WACC e decide escolher 11% como a taxa de desconto.
  4. Depois de conhecer todos esses valores, tudo o que você precisa fazer é conectá-los às fórmulas de fluxo de caixa descontado:

A = (1 + g) / (1 + r) = (1 + 0.08) / (1 + 0.11) = 0.973

B = (1 + t) / (1 + r) = (1 + 0.03) / (1 + 0.11) = 0.928

growth value = EPS * A * (1 - Aⁿ) / (1 - A) = $50 * 0.973 * (1 - 0.973⁵) / (1 - 0.973) = $230.45

terminal value = EPS * Aⁿ * B * (1 - Bⁱ) / (1 - B) = $50 * 0.973⁵ * 0.928 * (1 - 0.928⁵) / (1 - 0.928) = $175.15

  1. Por fim, some o valor de crescimento e o valor final:

intrinsic value = growth value + terminal value = $230.45 + $175.15 = $405.60

O valor intrínseco, igual a R$ 405,60, é maior do que o valor que você queria investir (US $ 300). Teoricamente, isso significa que o investimento será compensado no final.

Se você olhar mais de perto, porém, você notará que o valor de crescimento é menor que R$ 300!

Isso significa que, depois de cinco anos, o investimento ainda não trará lucro. Se você não se importa com um investimento tão longo , então não é um problema. 

Se você fizer – bem, talvez outras opções trarão lucro muito mais rápido …