Você já ouviu falar no SMAL11? Esse é um dos principais Exchange Traded Funds (ETF), ou fundos de índice, negociados na Bolsa de Valores no Brasil. 

O SMAL11 replica o índice SMAL11 da bolsa que apresenta o desempenho médio das principais empresas de menor capitalização negociado no mercado de capitais. 

Portanto, ao investir no SMAL é possível se expor com uma única cota do fundo à ações de diversas empresas consideradas small caps, ou seja, empresas com baixa capitalização de mercado. 

Leia este artigo até o final para entender o que é e que como funciona o SMAL11 e entender como você pode investir em diversas small caps da bolsa com uma única aplicação. 

O que é o SMAL11?

O SMAL11 é um ETF negociado na bolsa, que tem como base as ações de empresas com menor capital, mas com grande potencial, listadas na Bolsa de Valores.

O principal objetivo desse fundo é seguir de perto seu índice de referência, no caso o SMLL, por isso a sua carteira é composta por basicamente as mesmas ações que compõem o índice respeitando, inclusive, a mesma participação dos ativos na carteira. 

Para ficar um pouco mais claros, vamos explicar mais detalhadamente alguns conceitos embutidos, incluindo o que é um ETF e o que é o índice de small caps, o SMLL. 

O que é um ETF?

Um ETF, sigla em em inglês para Exchange Traded Funds, nada mais é do que um fundo de investimento que funciona de maneira semelhantes aos demais fundos de ações

Nesse caso, porém, o objetivo do fundo é replicar algum índice da Bolsa de Valores como o Ibovespa, por exemplo. Por isso, os ETFs também são comumente chamados de fundos de índices

Ao comprar uma cota de um ETF, no entanto, o investidor não está investindo diretamente em um índice, mas sim em um grupo de empresas que compõem seu índice de referência . 

A grande vantagem desta opção de investimento está justamente na possibilidade de diversificação visando diminuir os riscos da aplicação e otimizar ganhos. 

Por esse motivo, os ETFs são uma ótima opção de investimento, sobretudo para quem está começando no mercado e ainda não possui um valor grande o suficiente para manter uma carteira diversificada. 

A gestão profissional do fundo também é outro diferencial que torna esse tipo de aplicação interessante para investidores iniciantes. 

O que é o índice SMLL?

Um índice no mercado de ações é utilizado para para descrever o desempenho de um determinado grupo de ações.

O índice SMLL, nesse sentido, busca refletir os ativos das empresas de menor capitalização na Bolsa de Valores, as small caps

Como regra, para compor o índice SMLL, os ativos das empresas devem estar fora da lista dos que representam 85% do valor de mercado de todas as empresas que fazem parte da B3.

Além disso, as ações também devem ter sido negociadas em todos os pregões nos últimos 12 meses.

O desempenho do índice, terá como base exclusivamente o conjunto de ações que fazem parte de sua carteira.

Vantagens do ETF SMAL11

Vamos conhecer agora, quais são as principais vantagens do investimento em  ETFs, mais especificamente sobre o SMAL11 que é tema do nosso estudo.

Diversificação da carteira

A primeira e principal vantagem do SMAL11, assim como qualquer outro ETF é sem dúvidas a diversificação da sua carteira. 

Ao comprar cotas de um índice, o investidor estará na verdade adquirindo um conjunto de ações que ações que fazem parte da carteira do fundo. 

Dessa maneira, com apenas uma única aplicação o investidor consegue investir em diversos ativos e pode melhorar a relação de risco e retorno da sua carteira 

Baixo custo

Por serem fundos que tem como objetivo seguir um índice, os ETFs cobram uma taxa menor de seus cotistas. 

Por isso, apesar de terem taxas de administração, essa é uma vantagem dos ETFs. Em geral as taxas de fundos ficam bem abaixo das taxas de administração cobradas por outros tipos de fundos de ações. 

O SMAL11 cobra atualmente uma taxa de administração de 0,69% ao ano, enquanto que alguns fundos chegam a cobrar 3%. 

Economia de tempo

Ao contrário do que você teria que fazer para montar uma carteira de ações sozinho, ao investir em uma ETF você pode poupar seu tempo. 

Afinal, os ETFs contam com uma gestão profissional que é responsável por alocar os recursos do fundo com o intuito de trazer o melhor resultado dentro do objetivo da aplicação.

Além disso, como os ETFs têm como principal objetivo replicar um índice já existente, não também não é preciso despender muito tempo estudando sobre o gestor ou a estratégia do fundo.

Não exige um alto nível de conhecimento

Para investir diretamente em ações é preciso que você tenha o mínimo de conhecimento sobre o ativo em si, a empresa em questão e o mercado. 

Mas nem sempre isso é possível para um pequeno investidor, sobretudo se você diversificar sua carteira. 

Mas esse é um problema possível de ser resolvido com os ETFs. Como dissemos esses fundos contam com a gestão de um especialista que é responsável por avaliar cada ativo que vai compor o fundo e definir a sua carteira de alocações.

Reinvestimento automático de dividendos

Outra vantagem dos ETFs está relacionada aos seus dividendos, uma vez que o investidor não precisará decidir o que fazer com eles.

Nos ETFs, os dividendos são reinvestidos automaticamente pelo gestor do fundo, o que aumenta sua participação. 

Desvantagens do SMAL11

Chegou a hora de conhecermos alguns pontos importante que devem ser bem avaliados pelos investidores quando o assunto é investir em um ETF. Vamos lá:

Menor autonomia nos investimentos

Como dissemos, a carteira que compõe um ETF é definida pelo gestor do fundo que nesse caso, deve se espelhar no seu índice de referência. 

Esse fator pode ser uma vantagem para alguns investidores, sobretudo para aqueles que têm pouco conhecimento ou dinheiro para montar uma carteira diversificada. 

Por outro lado, para os investidores com maior experiência, investir em um ETF pode significar falta de autonomia, já que não há possibilidade de interferir na alocação do fundo. 

Nesse caso, isso por ser uma desvantagem, já que investidores mais experientes, com grande conhecimento de mercado e capacidade analítica, podem obter melhores resultados na Bolsa de Valores, investindo individualmente nas melhores ações disponíveis.

Sem benefício fiscal

Diferentemente do que acontece com as ações, em um ETF, o investidor não possui qualquer benefício tributário.

Nos fundos de índices, assim como no SMAL11, a alíquota de imposto de renda é fixada em 15% sobre todos os lucros obtidos.

Liquidez

No Brasil, o mercado de índices ainda não é muito conhecido e explorado pelos investidores. Desta forma, a sua liquidez ainda não está entre as melhores opções do mercado e merece observação.

Vale a Pena Investir no SMAL11?

Estamos chegando ao final deste artigo e a pergunta que fica é a seguinte: “Vale a pena investir no SMAL11?”

Esta é uma pergunta complexa e que não possui uma única resposta possível. Tudo gira em torno dos objetivos de cada investidor. Para investidores iniciantes o SMAL11 é uma boa alternativa de investir em empresas menores com grande potencial de crescimento sem a necessidade despender de muitos recursos.