Apesar de ser a queridinha dos brasileiros, a poupança já ha algum tempo, deixou de ser uma aplicação interessante para quem quer investir e ganhar dinheiro. 

Ainda assim, muitos investidores, seja por medo ou por falta de conhecimento, deixam seu suado dinheiro parado nesse tipo de “investimento”.

O que poucos sabem que é que a poupança além de não render nada, ainda pode fazer você perder seu dinheiro por conta do efeito da inflação. 

sso mesmo, além de não render quase nada, você ainda pode estar perdendo dinheiro. Por isso, se você ainda está com seu dinheiro parado na poupança está na hora de mudar as coisas. 

Para te ajudar a dar os primeiros passos selecionamos algumas opções de produtos que podem ser bons investimentos para iniciantes.

Então, se você está começando sua vida no universo financeiro, leia este texto até o final para conhecer as melhores opções se você está começando a investir.

Comece com pouco

Se você está pensando que comprar ativos no mercado financeiro é coisa de quem tem muito dinheiro e por isso ainda mantém seu dinheiro parado no banco, está redondamente enganado! 

Mesmo com pouco dinheiro você já pode começar a investir. Aliás, você deve começar a investir, mesmo que tenha pouco dinheiro. 

Assim, você vai fazer seu dinheiro trabalhar e pode usar todo potencial dos juros compostos ao longo do tempo para atingir seus objetivos. 

Vamos mostrar agora algumas opções acessíveis que são mais rentáveis que a poupança e não deixam de lado a segurança. 

Títulos Públicos – Tesouro Direto

O Tesouro Direto, é uma plataforma criada pelo Governo Federal para democratizar os investimentos no Brasil.

Nela qualquer pessoa física pode ter acesso aos títulos públicos federais negociados no mercado de maneira simples e fácil.

Dentro do Tesouro Direto existem basicamente três tipos de produtos:

  • Tesouro Selic (Pós-Fixado), cuja rentabilidade está atrelada à Taxa Selic;
  • Tesouro Prefixado (Prefixado), cujo retorno é definido por uma taxa prefixada;
  • Tesouro IPCA + (Híbrido), cujos rendimentos são calculados a partir da variação no IPCA mais uma taxa prefixada. 

Para quem está pensando em investir com pouco dinheiro, qualquer uma das três opções é viável, mas existem duas que podem ser mais interessantes: o Tesouro Selic e o Tesouro IPCA +

Tesouro Selic (LFT):

O Tesouro Selic, ou LFT  tem sua rentabilidade atrelada à Taxa Selic (taxa básica de juros da economia), por isso é um tipo de investimentos muito usado como reserva de emergência

Como a taxa de juros na economia é bastante previsível, o Tesouro Selic possui uma volatilidade muito baixa se comparado os outros títulos públicos. Além disso, esses títulos possuem liquidez diária e podem ser resgatados a qualquer momento.

Por isso ele é um investimento ideal se você quer aplicar seu dinheiro mas não sabe quando irá precisar resgatar o seu dinheiro. 

O que você precisa saber sobre o Tesouro Selic

  • Ideal para reserva de emergência;
  • Rentabilidade D+1;
  • Os títulos públicos têm valor mínimo de aplicação em R$30,00;
  • O Imposto de Renda segue tabela regressiva aplicada para a maioria dos ativos de renda fixa;
  • O IOF é cobrado até o 29º dia após a aplicação;
  • Muitas instituições financeiras não cobram taxa de custódia, o que aumenta a margem de lucro do investidor;
  • Ideal para objetivos de curto prazo por conta da alta liquidez e baixa volatilidade;
  • Dentre os títulos públicos é aquele que possui o menor risco em caso de venda antecipada.

Tesouro IPCA+ (NTN-B e NTN-B Principal):

Dentre as opções disponíveis para o investidor em títulos públicos temos ainda o IPCA+ e IPCA+ com juros semestrais.

Como o próprio nome já diz, as rentabilidades desses títulos está atrelada à inflação, medida pela variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – IPCA e inclui ainda uma taxa prefixada.

Ou seja, esses títulos oferecem rendimento igual à variação da inflação mais uma taxa prefixada de juros. 

Dessa forma, o Tesouro IPCA + assegura ao investidor um rendimento acima da inflação. Esse é único título do tesouro direto que oferece ganho real

Você pode encontrar os títulos pré-fixados com ou sem o pagamento de juros semestrais

O pagamento dos juros deve ser voltado para o investidor que busca obter retornos periódicos, se não for o seu caso, a melhor escolha e deixar para receber o montante no final do período determinado, evitando assim uma maior tributação de IR sobre os lucros.

O que você precisa saber sobre o IPCA+:

  • Rentabilidade D+1.
  • Os títulos públicos têm valor mínimo de aplicação em R$30,00.
  • O IR segue tabela regressiva.
  • O IOF é cobrado até o 29º dia após a aplicação (no caso do cupom não existe pagamento de IOF).
  • Muitas instituições financeiras não cobram taxa de custódia, o que aumenta a margem de lucro do investidor.
  • Ideal para metas de longo prazo ou proteção a variação da inflação.

Certificado de Depósito Bancário (CDB):

O certificado de depósito bancário é um título de renda fixa, no qual o investidor empresta dinheiro para o banco em troca de recebimento de juros. 

CDB’s não possuem um valor de emissão estipulados, sendo assim você pode buscar o título que mais se adequada às suas necessidades e objetivos.

Como o mercado está recheado desse tipo de produto, uma vez que pode ser emitido por quase todos os bancos, é possível encontrar CDB’s com os mais diversos prazos e rentabilidade

Por isso, antes de aplicar dinheiro em um produto desse tipo deve observar tanto a rentabilidade quanto a liquidez do título. 

Quanto a liquidez, se o foco é um investimento de curto prazo ou para criar uma reserva de emergência você deve escolher os que possuem liquidez diária.

Vale observar que Liquidez e rentabilidade estão atrelados, dessa forma, ostítulos de maior rentabilidade, normalmente, tem seu resgate somente na data de vencimento.

O que você precisa saber sobre a CDB:

Letras de Crédito Imobiliária (LCI) e Letras de Crédito do Agronegócio (LCA):

Nossa próxima sugestão é novamente título de renda fixa do setor privado.

Sua taxa de rentabilidade bem como funcionamento é parecido com o de uma CDB, nesse caso porém, o dinheiro levantado pelo título é destinado ao financiamento do mercado imobiliário e do agronegócio. 

A principal vantagem, nesse caso, é que esse títulos são isentos de imposto de renda, por se tratarem de investimentos que fometam o desenvolvimento de setores estratégicos na economia. 

Em relação a liquidez e prazo, as LCI’s e LCA’s possuem um campo amplo, no qual o investidor deve se debruçar e optar por aquele que melhor se enquadra naquilo que se espera do seus investimentos. 

O que você precisa saber sobre a LCI e LCA:

  • Garantia do FGC mais a Garantia Real.
  • Pessoa Física não paga IR.

Fundos de Renda Fixa

Os Fundos de Renda Fixa alocam no mínimo 80% do patrimônio em títulos de renda fixa como os títulos do Tesouro Direto, por exemplo.

Você deve estar pensando “ Para investir em Tesouro Direto eu não preciso de um fundo.”

Verdade, mas a diferença aqui é que você terá um profissional realizando as operações e acompanhando diariamente as aplicações com o objetivo de conseguir o melhor retorno para o você. 

Além disso, ao investir em um fundo você se expor a diferentes tipos de produtos com uma única aplicação. Assim você ainda pode melhorar a relação de risco e retorno da sua carteira de investimento. 

Os rendimentos geralmente são próximos ao CDI, uma vez que se trata de títulos de renda fixa.

Podemos usar o Fundo para compor nossa carteira de emergência. O ideal é que esta aplicação tenha prazo de liquidação em até D+1, assim caso você precise do valor investido com urgência, não haverá transtornos.

O que você precisa saber:

  • Não possuem a garantia do FGC. (Recomenda-se observar a nota de rating das instituições nas quais o fundo aloca seus investimentos).

Fundos de Índice de Ações – ETFs

Uma forma de usar a renda variável e ter bons retornos para o investidor iniciante e que queira se expor a renda variável de forma inteligente e de baixo custo é usar os ETFs.

ETFs de índice são fundos negociados em bolsa que procuram replicar e acompanhar um índice de referência como o Ibovepsa o mais próximo possível. 

Eles são como fundos de ações indexados, porém os ETFs de índice podem ser comprados e vendidos ao longo do dia em uma grande bolsa como estoque. Com um índice ETF, os investidores ganham exposição a vários ativos em uma única transação.

Os ETFs de índice podem cobrir as maiores empresas da bolsa como o BOVA11, ou menores ações da bolsa como o SMAL11, setores específicos, como o etf do setor financeiro FIND11 ou das 500 maiores empresas dos EUA como o IVVB11.

Cada ativo incorpora uma estratégia de investimento passivo, o que significa que o fundo altera apenas a alocação de ativos quando ocorrem alterações no índice subjacente.

Principais Características

  • Um fundo negociado em bolsa (ETF) é uma cesta de valores mobiliários negociados em bolsa, exatamente como uma ação.
  • Um ETF de índice foi projetado especificamente para replicar um índice de referência, como o Ibovespa, Small Caps ou S&P 500.
  • Os ETFs de índice são cada vez mais populares, pois fornecem aos investidores acesso de baixo custo a estratégias indexadas passivas e diversificadas.
Nome do FundoFundoCódigo
BB ETF S&P DIVIDENDOS BRASIL BB ETF SP DVBBSD11
CAIXA ETF IBOVESPA CAIXAETFXBOVXBOV11
ETF BRADESCO IBOVESPA ETF BRAD BOVBOVB11
ISHARES S&P 500 ISHARE SP500IVVB11
ISHARES IBOVESPA ISHARES BOVABOVA11
ISHARES IBRX – ÍNDICE BRASIL (IBRX-100) ISHARES BRAXBRAX11
ISHARES ÍNDICE CARBONO EFIC. (ICO2) BRASILISHARES ECOOECOO11
ISHARES BMFBOVESPA SMALL CAP ISHARES SMALSMAL11
IT NOW IBOVESPA IT NOW IBOVBOVV11
IT NOW IDIV DIVIDENDOSIT NOW IDIVDIVO11
IT NOW IFNC – SETOR FINANCEIROIT NOW IFNCFIND11
IT NOW IGCT – GOVERNANÇA CORPORATIVAIT NOW IGCTGOVE11
IT NOW IMAT – MATERIAISIT NOW IMATMATB11
IT NOW INDICE DE SUSTENTABILIDADEIT NOW ISEISUS11
IT NOW PIBB IBRX-50 IT NOW PIBBPIBB11
IT NOW SMALL IT NOW SMALLSMAC11
IT NOW S&P500 TRN IT NOW SPXISPXI11

Conclusão

Sair da zona de conforto e buscar novos investimentos precisa se tornar um processo natural na vida de um investidor. 

Essa breve lista serve de ponto de partida para você, mas não deve se limitar apenas a ela.

Cada vez mais, a diversificação dos investimentos deve ser feita para mitigar os riscos. Desse modo, seus investimentos devem ser pensados não apenas em rendimentos, mas também em liquidez e segurança.Acredite, é possível começar a investir mesmo que com pouco dinheiro. A consistência é a chave para você criar uma base de investimentos sólida.