O que significa dizer que uma aplicação está em ágio ou deságio? Entender esses dois conceitos e como eles afetam seus investimentos é muito importante se você quer ganhar dinheiro no mercado financeiro. 

Por isso, nesse artigo vamos explicar melhor o que significa dizer que um determinado ativo está com ágio ou deságio.

O que é ágio?

Ágio é o termo utilizado quando queremos dizer que uma mercadoria ou operação financeira está sendo negociado com um valor a mais

Ou seja, quando dizemos que um ativo está com ágio, significa que seu valor está maior do que seu valor de mercado.

Apesar de ser uma palavra muito comum nos mundo dos investimentos, o ágio também está presente em nosso cotidiano nas mais diversas formas possíveis. 

Assim, podemos encontrar ágio, não só nos produtos financeiros, mas em  quaisquer outras mercadorias comuns do dia-a-dia, mesmo sem perceber. 

Em algumas situações o ágio pode ser encarado até mesmo como juros ou lucro.

Para ficar mais claro, imagine, por exemplo, um leilão. Mesmo que você nunca tenha ido a um leilão garanto que vai entender essa dinâmica.

Um produto em leilão inicia com um valor já estabelecido. Ao passo em que muitas pessoas vão se interessando por ele e dando seus lances o valor tende a subir.

Quando o objeto é arrematado, a diferença entre o valor pago e o valor de avaliação é o ágio. Fácil não é mesmo? 

Agora vamos falar de outro conceito o deságio. 

O que é deságio?

O deságio é justamente o contrário do ágio. Quando você compra um bem ou realiza por um valor menor do que realmente vale, então esse produto vou adquirido com deságio. 

Em outras palavras, o deságio é a diferença entre o valor de mercado e o valor da aquisição do produto, quando este é inferior ao do mercado.

O deságio faz com que o rentabilidade da compra que acaba de ser feita aumente. 

Assim, da mesma forma que o ágio é um grande aliado do vendedor, o deságio é um ótimo aliado do comprador de uma mercadoria ou item financeiro.   

Como ágio e o deságio afetam seus investimentos em renda fixa?

Agora que já expliquei um pouco mais sobre ágio e deságio está na hora de falar como esses dois conceitos afetam seus investimentos, certo? Então vamos lá.

O ágio e o deságio de um ativo de renda fixa são oriundos de mudanças na curva de juros do mercado. As duas variáveis são inversamentes proporcionais.

Dessa forma, conforme o juros do mercado aumentam o valor dos títulos no mercado caem e quando os juros caem o valor dos títulos sobem. 

Imagine, por exemplo que você aplicou em um título prefixado do Tesouro Direto com vencimento para 5 anos, cuja rentabilidade era de 7% ao ano. 

Na época a taxa Selic estava em torno de 5% ao ano. Nesse caso, seu título estava pagando, no momento da compra, cerca de 2% a mais do que a taxa básica de juros da economia, certo? 

Contudo, no ano seguinte a Taxa Selic caiu para 3% ao ano. Nesse cenário, seu título passou a pagar 4% a mais que a taxa Selic e passou a ser mais atraente para o mercado. 

Perceba que a rentabilidade é a mesma, o que mudou aqui foi a diferença entre a rentabilidade da sua aplicação e a taxa Selic. No começo a diferença era de 2% e depois passou para 4%. 

Por esse motivo, é muito possível que o seu ativo esteja cotado no mercado por um valor maior do que o que você pagou. 

Quando isso acontece é possível negociar o título no mercado e receber por ele um valor maior do que aquele que ele estava sendo negociado no momento da sua aplicação. 

Nesse contexto, portanto, é possível sair do investimento com lucro mesmo antes do vencimento.0

O oposto também pode ocorrer e, nesse caso, o seu título poderia estar com deságio. 

Nesse caso, ao vender o título antes do vencimento você teria por ele um valor menor do que o pagou no momento da aplicação. 

Como saber se um investimentos está com ágio ou deságio

Observando a taxa de juros no momento da aplicação e a taxa de juros no momento da negociação de um título é possível ter uma ideia se o título está sendo negociado com ágio ou deságio. 

Porém, para ter certeza se é um bom momento para vender ou não seu título, é preciso fazer uma cotação do preço do ativo no mercado. 

Se o valor estiver maior do que o valor pago no momento da aplicação então o ativo está com ágio e vice-versa. 

Você também pode saber se um Tesouro Selic está com ágio ou deságio observando a rentabilidade da aplicação informada na plataforma de investimentos. 

Veja na imagem abaixo algumas informações relevantes para nosso exemplo:

Só com essas informações você consegue responder se esse título está com ágio ou deságio? Ainda não? Sem problemas, o objetivo desse artigo é justamente te explicar como fazê-lo.

Para identificar se um título está com ágio ou deságio olharemos para o valor que está incluso  na sua rentabilidade. 

Vemos que para o Tesouro Selic 2025 a rentabilidade é SELIC + 0,02%. 

Fazendo uma análise intuitiva é possível concluir que, se o título está pagando um valor pós-fixado (selic) mais uma rentabilidade fixa (0,02%), então o seu valor está em deságio.

Ainda não ficou claro? Vamos continuar esclarecendo.

O valor fixo (0,02%) nos mostra que nesse momento o título está pagando uma rentabilidade ligeiramente maior e que portanto seu valor nominal está abaixo do valor de mercado.

Preço de negociação ao par

A essa altura, você deve estar se perguntando: “Ok, já sei o que é ágio e deságio mas existe a possibilidade do produto estar sendo ofertado justamente pelo preço que ele vale?”

A resposta é SIM! E também temos um nome para isso.

Quando um produto é ofertado com uma taxa de acréscimo de 0,00%, usamos um jargão do mercado que diz que o título está “AO PAR”. É dizer que o valor nominal e justamente igual ao valor de mercado.

Como usar o ágio e deságio a seu favor?

Agora que você já entende o que é ágio e deságio, já está pronto para poder usar esse conhecimento a ao seu favor.

Você pode usar esse conhecimento a seu favor para comprar títulos de renda fixa no mercado por um valor menor e vender por um valor maior e obter lucro sem ter que esperar até o vencimento da aplicação.Então sempre busque investimentos que estejam em deságio, para poder aumentar seus lucros ou até mesmo ao par, pagando exatamente o valor justo pelo bem ou aplicação financeira.