O número de brasileiros interessados em investir em ações tem crescido gradativamente a cada ano.

Este movimento tem origem em alguns acontecimentos recentes:

  • As reduções da taxa SELIC, achatando os rendimentos na renda fixa e forçando investidores a buscar outras possibilidades.
  • Maior preocupação das pessoas em constituir reservas, após a recente crise financeira que deixou milhares de desempregados no país.
  • Melhoria nos índices de educação financeira, sobretudo por contribuição de diversos veículos de comunicação, atrelados ao mercado financeiro e presentes na internet.

Com o crescimento no número de investidores no mercado de ações, é natural que surjam algumas dúvidas para quem está começando.

Uma dúvida muito comum, nesse sentido, é: qual a diferença entre ações preferenciais e ordinárias e qual a melhor opção para investir

Este será o tema principal deste artigo, não deixe de acompanhar até o final, pois o conteúdo é super interessante!

O que são ações?

Antes de descobrirmos a diferença entre ações preferenciais e ações ordinárias, é preciso entender melhor o conceito de ações. 

As ações representam a menor parcela do capital social de uma empresa que negociada em Bolsa. Em geral, quando uma empresa resolve abrir capital na Bolsa de Valores e negociar suas ações no mercado o objetivo é captar recursos para expansão de seus negócios. 

Para ficar mais fácil, é como se a empresa desmembrasse uma parte sua em outras partes muito pequenas e as vendesse no mercado para arrecadar dinheiro para investir em si mesma. 

Como as ações representam parte do capital social da empresa, ao comprar uma ação o investidor passa a ser sócio do negócio e, portanto, a ter direito e deveres com a empresa, é aí que os diferentes tipos de ações se diferenciam.

Cada tipo de sua tem suas vantagens e oferecem direitos e deveres diferenciados para seus detentores. Vamos falar dos principais tipo de ações no próximo tópico. 

Tipos de ações de disponíveis no mercado

Existem,basicamente, dois tipos de ações disponíveis no mercado as preferenciais e as ordinárias. Vamos entender as diferenças entre cada uma delas?

Ações Ordinárias

As ações ordinárias (ON), possuem como principal característica o direito a votos em assembléia.

Na prática funciona da seguinte forma: Quanto maior o número de ações ordinárias um investidor possuir, maior será o peso de suas opiniões em assembléia, sobre as decisões da empresa.

Devido a essa característica, as ações ordinárias acabam não sendo interessantes para os pequenos investidores, afinal é preciso ter muitas ações para, de fato, ter poder de decisão na empresa.

De qualquer modo esse tipo de ação é muito interessante para os investidores que desejam ter uma participação mais ativa no que tange às tomadas de decisão da companhia. 

Para identificar uma ação ordinária é muito fácil, pois  seu ticket de negociação na Bolsa termina com o numeral 3. Por exemplo,as ações ordinárias do Itaú, ITUB3 e as ações ordinárias da Petrobras,PETR3.

Ações Preferenciais

As ações preferenciais (PN) possuem como principal característica a preferência em relação ao pagamento de dividendos e na devolução de capital nos casos de falência da empresa. 

Sendo assim, os acionistas preferenciais recebem os dividendos auferidos pela empresa em determinado período com preferência sobre os demais.

Os dividendos devem ser distribuídos com os investidores, quando as empresas obtêm lucro em suas operações.

A Lei Federal nº 6404/76 que dispõe sobre o mercado de ações, determina que pelo menos 25% do lucro líquido das empresas sejam distribuídos sob a forma de dividendo entre seus acionistas preferenciais. 

Além disso, a mesma Lei estipula que o valor distribuído atribuído a cada ação preferencial deve ser superior em no mínimo 10% ao valor atribuído às ações ordinárias.

Esses valores, no entanto, podem variar de acordo com os projetos de expansão e dívidas da companhia. 

Por outro lado, as ações preferenciais não permitem direito a votos em assembléias, além disso, elas costumam ter volume de negócios na Bolsa bastante superiores à de ações ordinárias da mesma companhia o que reflete em uma maior liquidez.

Para identificar uma ação preferencial, também é muito simples, o seu ticket termina com o numeral 4. Por exemplo, ITUB4 e PETR4, ações preferenciais do Itaú e ações preferenciais da Petrobras respectivamente.

Vantagens e desvantagens de cada tipo de ação

Vejamos agora, de forma resumida as principais vantagens e desvantagens das ações ordinárias e das ações preferenciais.

Vantagens das Ações Ordinárias (ON)

  • Direito a voto nas assembléias proporcional ao número de ações em poder do investidor, interferindo nas decisões da empresa.
  • Nos casos de venda da empresa, a lei assegura aos acionistas ordinários o preço mínimo de 80% do valor pago por ação.

Desvantagens das Ações Ordinárias (ON)

  • Não possuem preferência no recebimento de dividendos sobre o lucro líquido da empresa.
  • Não possuem preferência no reembolso do capital investido nos casos de falência e liquidação da empresa.

Vantagens das ações preferenciais (PN)

  • Direito de preferência no recebimento da distribuição de dividendos e compensações nos casos de extinção ou falência da empresa.
  • Direito de preferência no recebimento de dividendos sobre o lucro líquido da empresa, em percentual mínimo de 25% do lucro auferido e em valor superior em no mínimo 10%  ao pago em cada ação ordinária.
  • Maior volume de negociações e liquidez na bolsa de valores.

Desvantagens das ações preferenciais (PN)

  • Não permitir direito a voto em assembléia, exceto nos casos em que empresa deixa de pagar dividendos por três anos consecutivos. 
  • Não permitir participação nas decisões da empresa.

Qual a melhor ação para você?

Devido às características de cada tipo de ação, na hora de escolher a melhor opção para você como investidor não deixe de avaliar qual opção é mais adequada ao que você precisa.

Você deve levar em consideração principalmente o valor que você possui disponível para investir na empresa e a representatividade que você terá no total de ações da empresa.

Vale a pena destacar, que para ser um investidor em ações ordinárias é preciso entender muito bem do negócio, além de ser o detentor de uma parte significativa das ações da empresa, afinal as suas decisões como investidor com direito a voto em assembléias poderá ser determinante para os rumos e resultados da empresa.

Agora, caso você seja um pequeno ou médio investidor com foco no recebimento de renda passiva, o indicado é investir em ações preferenciais, pois assim você terá preferência nos recebimentos de dividendos. 

Esperamos que com este artigo, tenha esclarecido todas as suas dúvidas em relação às ações ordinárias e as ações preferenciais, auxiliando você a tomar melhores decisões na hora de investir os seus recursos na bolsa de valores.

Ficou alguma dúvida? Mande uma mensagem para mim, quem sabe posso te ajudar a escolher a melhor ação para seu perfil. 

Para continuar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro e aprender ainda mais, continue acompanhando o nosso site!