Após “debandada” política, mensagem branda do presidente não convence muito o mercado.

805

Ontem foi um dia conturbado para o mercado, com “debandada” política e pronunciamento do presidente. O Ibovespa se recuperou no final do pregão, com leve queda de -0,06% fechando a 102.118 pontos. O Dólar se valorizou em frente a nossa moeda, fechando em R$ 5,45.

Nos EUA, dados positivos e valorização no setor de tecnologia se refletiram positivamente nas bolsas. A Nasdaq fechou em alta de 2,13%. O S&P 500 e o índice Dow Jones também fecharam em alta de 1,40% e 1,05% respectivamente.

Hoje, mercados em leve queda às 5:15 de Brasília: S&P500 -0.08%, Dow Jones -0.07% e Nasdaq -0.16% e Europa -1.12% (FTSE100).

Nikkei 225(Japão),+1,78%, Hang Seng (Hong Kong),-0,05%, Shanghai (China),+0,04%.

CENÁRIO POLÍTICO E NACIONAL

Após cobrança feita pelo Ministro da Economia, Paulo Guedes, pelo apoio do presidente da república, Jair Bolsonaro reuniu ontem no final da tarde, ministros, os presidente da Câmara e do Senado, e líderes do Legislativo .

A reunião foi para passar a mensagem a equipe que o foco político ainda são as questões fiscais do país e o respeito ao teto dos gastos.

O presidente mostrou preocupação em reduzir pressões internas por gastos que comprometem o teto nos gastos, porém não descartou  a ideia de contemplar com recursos ainda este ano para as pastas de infraestrutura e desenvolvimento.

A fala do presidente foi considerada como branda pelo mercado e o Ibovespa abre em queda nesta manhã.

O deputado Ricardo Barros do PP aceitou o convite do presidente para se tornar novo líder do governo na Câmara como um movimento de aproximação do presidente com o centrão.

CENÁRIO INTERNACIONAL

Nos EUA, destaque para a disputa presidencial. Joe Biden e Kamala Harris se apresentaram pela primeira vez juntos.

Os dois culparam a atual administração pela crise econômica e fizeram fortes críticas a saúde pública. Além de reforçar a importância da diversidade no país.

A reunião entre o governo chinês e americano se aproxima, e mesmo com tensões entre os dois países, o assessor econômico de Trump, Larry Kudlow, afirmou que a única área em que os dois países seguem comprometidos é no comércio. 

Segundo a OMS, já são 20.162.474 casos confirmados e 737.417 óbitos causados pelo COVID-19.

Desempenho dos mercados esta manhã:

DESTAQUES

(#JBSS3) Justiça deu 10 dias para empresa testar para covid-19 todos os funcionários da unidade de Garibaldi (RS). (Wisir Research). 

Ultrapar (#UGPA3) teve queda de 59% no lucro líquido do 2TRI, a R$ 50 milhões; Ebitda ajustado somou R$ 611 milhões, queda de 10%; companhia cancelou pagamento de dividendos intermediários por conta da pandemia. (Wisir Research).

Marfrig (#MRFG3) registrou lucro líquido de R$ 1,59 bi no 2TRI (+1.743%); Ebitda, R$ 4,06 bi (+266%). (Wisir Research).

Azul reverte lucro e registra prejuízo de R$ 2,9 bilhões no 2TRI.  (BDM)

IBGE: volume de serviços prestados em junho ante maio sobe 5%, superando a mediana (+4,45%)

IBGE: na comparação com junho/19, volume de serviços prestados caiu 12,1%, quase em linha com a mediana (-12,35%)

IBGE: alta dos serviços em junho sobre maio interrompeu quatro meses de quedas