Tesouro Selic ou LFT - O que é Como Funciona e Qual o Rendimento | Blog London Capital

Tesouro Selic ou LFT – O que é Como Funciona e Qual o Rendimento

ByTatiana Mallmann

LISTA VIP | Acumular, Rentabilizar e Proteger

JUNTE-SE AOS MAIS DE 100 MIL INVESTIDORES INTELIGENTES E RECEBA NOSSAS DICAS PARA ACUMULAR MAIS DINHEIRO, RENTABILIZAR MELHOR SEUS INVESTIMENTOS E PROTEGER SEU PATRIMÔNIO.

tesouro selic como investir - como funciona

Você sabia que o Tesouro Direto Selic é um dos investimentos mais recomendados para novos investidores?

Neste artigo, vamos detalhar tudo o que você precisa saber antes de investir no Tesouro Selic.

O Tesouro Direto Selic é um título de dívida emitido pelo governo. Isso significa que ao investir nele, você estará emprestando dinheiro ao poder público. Essa é a principal função do Tesouro Direto para o emissor.

Para o investidor que busca aplicar com a flexibilidade de poder resgatar o dinheiro quando quiser, sem perda de lucro, o Tesouro Direto é uma ótima opção.

Existem diversos tipos de títulos que são emitidos pelo Tesouro Nacional, a fim de captar recursos no mercado. Eles podem ter uma natureza de curto prazo, como o Tesouro Selic, ou de médio e longo prazo, como esses a seguir:

A diferença entre um investimento com juros semestrais e um comum, é que o primeiro paga um cupom de juros a cada seis meses com toda a sua rentabilidade acumulada.

Tesouro Direto sem esse cupom paga todo o rendimento apenas no vencimento, tornando-o mais rentável devida à ação dos juros compostos (juros sobre juros).

Muitos perguntam como funciona o Tesouro Direto Selic e por que ele é tão indicado para investir. Neste texto, vamos explicar:

  • O que é Tesouro Direto Selic
  • Como funciona o Tesouro Direto Selic
  • Qual o rendimento do Tesouro Selic
  • Quando vale a pena a aplicação no Tesouro Direto Selic?
  • Escolhendo o Melhor Título do Tesouro Selic
  • Tesouro Selic ou CDB
  • Como investir no Tesouro Direto Selic
  • Simulador Tesouro Selic
  • Tesouro Selic – Resgate Antecipado

Se você tiver alguma dúvida ou sugestão, deixe o seu comentário no final da página.

Boa leitura!

Antes de seguir lendo este artigo quero te convidar a baixar o [EBOOK] Como Investir no Tesouro Direto na Prática.

 

É um PDF para download gratuito que será enviado diretamente para sua caixa de e-mail.

 

Neste ebook você vai poder compreender mais afundo sobre o assunto deste artigo com estratégias e dicas práticas para você usar no dia-a-dia como investidor.

Se você ainda não baixou faça agoraneste link.

 

O que é Tesouro Selic?

O Tesouro Selic é um título de renda fixa pós-fixado cuja rentabilidade segue a variação da taxa Selic, a taxa de juros básica da economia brasileira.

Sua remuneração é dada pela variação da taxa Selic diária registrada entre a data de liquidação da compra e a data de vencimento do título, acrescida, se houver, de ágio ou deságio no momento da compra.

O Tesouro Selic é indicado para o investidor que deseja uma rentabilidade pós-fixada indexada à taxa de juros da economia (Selic).

Além disso, o valor de mercado do Tesouro Selic apresenta baixa volatilidade, evitando perdas no caso de venda antecipada. Mas também por isso sua rentabilidade tende a ser mais baixa que a dos demais títulos.

O Tesouro Selic possui fluxo de pagamento simples, ou seja, o investidor faz a aplicação e recebe o valor de face (valor investido somado à rentabilidade) na data de vencimento do título. Como mostra a imagem abaixo:

Tesouro selic

Então, O que é LFT?

LFT é a sigla de Letra Financeira do Tesouro, esse é o antigo nome dado ao Tesouro Selic, ao seja, LFT, Letra Financeira do Tesouro e Tesouro Selic é exatamente o mesmo título.

 

Como Funciona o Tesouro Direto Selic ou LFT?

Todos os investimentos possuem alguns fatores que devem ser considerados para avaliar o seu ‘fit’ na carteira de investimentos, no planejamento financeiro e seus objetivos. Esses fatores são:

  • Aplicação mínima;
  • Período de aplicação;
  • Liquidez do investimento (quanto tempo o dinheiro demora para cair na conta);
  • Quais os custos envolvidos? (taxas e tributos);
  • Rentabilidade;
  • Riscos envolvidos.

Esta análise é muito importante para investir com consciência. Muitas pessoas aplicam sem ter em mente um objetivo. Dessa forma, é muito difícil ter uma direção definida de investimento.

O Tesouro Selic funciona de forma simples. Você empresta dinheiro para recebê-lo de volta com juros. Como ele é emitido pela instituição mais segura do país, que é o Governo Federal, e ainda possui uma ótima liquidez, o seu rendimento sempre será próximo de 100% do CDI.

Características do Tesouro Direto Selic

Todas essas características tornam o Tesouro Selic perfeito para uma função muito importante no planejamento financeiro: a construção de uma reserva de emergência.

Além disso, ele pode ser considerado um investimento:

  • Simples;
  • Previsível;
  • Prático;
  • Lucrativo;
  • Versátil;
  • Seguro.

São ótimos benefícios, principalmente se você está começando a investir agora e não quer errar na primeira escolha.

Imagine que todo o seu dinheiro está aplicado (isso é o recomendado a se fazer), mas de uma hora para outra a sua família precisa dele porque um parente ficou doente e não possui cobertura do plano de saúde. Ou qualquer outra situação de emergência.

Se o dinheiro estiver preso a períodos de aplicação muito longos, você perderá a sua rentabilidade por sacar antes da hora.

Com o Tesouro Selic, você pode utilizar o dinheiro a qualquer momento, garantindo a saúde e segurança da sua família. Assim, o indicado é que a sua reserva de emergência seja equivalente a seis vezes o seu custo familiar.

Por exemplo, se o seu custo é R$ 5.000 ao mês, a sua reserva deve ter ao menos R$ 30.000 aplicados em um título com alta liquidez e que corra menos risco de render abaixo da inflação. O Tesouro Direto Selic, como você viu no decorrer deste artigo, apresenta ótimas opções para este cenário.

 

Quanto rende o Tesouro Selic?

Uma confusão comum que ocorre com grande parte dos investidores é quanto ao investimento em títulos do tesouro nacional, quando falamos da LFT ou como passou a ser chamado esse título, Tesouro Selic.

O título Tesouro Selic possui por finalidade acompanhar a taxa Selic e é o título mais conservador do tesouro, pois diariamente ele é atualizado pela taxa Selic over do dia anterior.

A confusão que é feita acontece porque grande parte dos investidores entende que ao comprar o Tesouro Selic em qualquer lugar, terá a mesma rentabilidade, o que não é verdadeiro.

Além disso, se a rentabilidade da LFT (tesouro Selic) for convertida para o CDI, o investidor pode ter uma noção melhor frente a outras modalidades de investimentos no que se refere a rentabilidade.

 

Quanto esta rendendo hoje o Tesouro Selic? E comparado com o CDI?

A taxa Selic Meta vigente na data em que estou produzindo esse artigo é 7,5%.

Muitos investidores podem pensar: então se eu comprar uma LFT (tesouro Selic) hoje, ela vai render 7,5%?

Não.

A rentabilidade da LFT é de acordo com a Selic over, que é a taxa Selic apurada diariamente. Olhando no site do Banco Central, podemos acompanhar a taxa Selic Diária.

http://www.bcb.gov.br/htms/selic/selicdiarios.asp

 

rendimento tesouro selic

 

Olhando nessa tela você pode ver o link acima, direto no site do Banco Central, que te dará sempre a taxa selic diária. Repare que você pode colocar o período que quiser.

Repare também que existe a taxa informada de 7,40% ao ano. E repare também que existe um fator diário. Isso significa que a Selic possui um fator diário e a taxa anual é uma taxa equivalente ao fator diário.

Dessa forma, a taxa Selic do dia 03/11, mostrada nessa tela, equivale a uma taxa Selic anual de 7,40%, portanto, um ligeiramente menor que a Selic Meta.

O Tesouro Selic (LFT) rende conforme essa taxa diária e não sobre a meta.

Agora vamos olhar o CDI no site da CETIP.

https://www.cetip.com.br/

 

quanto rende tesouro selic hoje

 

Aqui você pode ver o site da CETIP e observar também a taxa anualizada do CDI, que é de 7,39% no mesmo dia 03/11. Reparem como a Selic que remunera a LFT (tesouro Selic) e o CDI são praticamente iguais!

Se fizermos uma conversão, veremos que o CDI equivale a 99,92% da taxa Selic! Praticamente a mesma coisa!

Inicialmente eu queria mostrar isso pra você. O CDI e a Selic que remunera os títulos do tesouro são praticamente iguais.

Simulador do Tesouro Selic – Calcule seu Rendimento

O mais importante no Tesouro Selic não é a sua rentabilidade, mas sim a sua capacidade de ser resgatado com agilidade em casos de emergência. Mesmo assim, é interessante saber qual será a sua taxa de crescimento anual.

Você pode ter uma boa ideia disso ao acompanhar a taxa Selic pelos noticiários.Lembre-se: o rendimento do Tesouro Direto Selic varia de acordo com essa taxa. Mesmo assim, é ainda mais importante ficar atento ao IPCA, a taxa de inflação.

Em alguns momentos da economia, mesmo com a Selic em alta, o rendimento é pequeno devido à inflação, que chega perto da rentabilidade desse título. O ideal é que a Selic esteja controlada e que o IPCA seja consideravelmente menor.

Atualmente, a taxa Selic vale 6,5% e a inflação acumulada até agosto de 2018 (12 meses) é de 4,19%.

O melhor Simulador do Tesouro Direto, é o do próprio site do Tesouro Direto Selic. Clique na imagem para acessar:

 

simulador tesouro direto selic

 

Quanto rende o Tesouro Selic em um ano?

O Tesouro Selic disponível hoje (setembro de 2018) vence no dia 01/03/2023. No entanto, você pode optar por deixar o seu dinheiro investido nele até a sua data de vencimento ou por um período menor.

Por exemplo: Se o seu objetivo for permanecer com esse título público por um ano, investindo um montante de R$ 10 mil, dentro de 364 dias você resgatará R$ 10.507,46.

tesouro selic 10 mil em um ano

 

 

Tesouro IPCA ou Tesouro Selic – Qual título Investir?

A dúvida entre Tesouro IPCA e Tesouro Selic é bastante comum.

A resposta depende principalmente  se vai fazer a venda antecipada ou não,  vou comentar sobre isso mais a frente. Além disso, o investidor terá de analisar o produto para verificar se ele se encaixa em seu perfil.

Em momentos de queda da Selic, como o atual, o Tesouro IPCA oferece uma forma de investir no longo prazo com blindagem da inflação e um ganho real.

Mas, se você quiser vender o título antes do vencimento, corre o risco de perder dinheiro.

Nesse caso, especialmente se você está começando nesse universo de investimentos, o Tesouro Selic pode ser negociado sem esse prejuízo, em qualquer momento, pois não tem a mesma volatilidade.

 

Leia Mais: Tesouro Direto ou Poupança, onde é melhor investir seu dinheiro?

 

Como investir no Tesouro Selic?

Para comprar Tesouro Selic é necessário que você abra uma conta em alguma corretora.

Pode ser uma corretora independente (que não faz parte de um banco) como também pode ser a corretora do banco onde você possui conta.

As corretoras dos bancos costumam cobrar taxas muito mais elevadas, enquanto corretoras independentes em sua quase totalidade não cobram taxa alguma.

Leia Mais: Como Escolher uma Corretora para seus Investimentos?

O processo de compra é extremamente simples.

Normalmente, no site destas corretoras existe uma área restrita para clientes onde você pode selecionar o título que deseja comprar e depois confirmar a compra com alguns cliques. O dinheiro é debitado da sua conta na corretora ou na sua conta corrente no banco.

Se preferir também pode comprar através de uma área restrita do Tesouro Direto na B3, mesmo assim você precisa ter conta em corretora. Não existe nenhuma dificuldade.

A parte mais trabalhosa não é comprar títulos. O mais trabalhoso é aprender qual título você deve comprar sem precisar perguntar isto para mim ou para qualquer outra pessoa.

Esta liberdade de saber como e quando investir em títulos públicos só depende da sua dedicação. Você só precisa dedicar um pouco de tempo para aprender as características de cada título e o funcionamento deste mercado de compra e venda de títulos públicos.

 

Quais são os custos para investir no Tesouro Selic?

Há uma taxa no Tesouro Direto da qual você não vai escapar: a taxa de custódia, que é de 0,3% anual sobre o valor total de investimento.

Além dela, algumas corretoras e alguns bancos de investimento podem cobrar taxas extras, mas é cada vez mais raro que isso aconteça.

Por isso, é importante verificar antes de fazer o cadastro em uma instituição financeira. A XP Investimentos, por exemplo, não irá cobrar nada do investidor que optar em investir em Tesouro Direto.

Além disso, a XP Investimentos oferece uma opção bastante interessante de fundos de investimentos, sobre o qual deixarei para um outro artigo

 

Investir no Tesouro Selic, na Poupança ou em CDB

O Tesouro Selic é considerado por muitos como o “matador da poupança”.

Para chegar a essa conclusão, é preciso entender como a Caderneta de Poupança remunera o investidor.

Existe a seguinte relação entre a Taxa Selic e a rentabilidade da poupança:

  • Se a Taxa Selic for maior que 8,5% ao ano, o rendimento da Caderneta de Poupança será de 0,5% ao mês + a Taxa Referencial (TR)
  • Se a Taxa Selic for igual ou menor que 8,5% ao ano, o rendimento da Caderneta de Poupança será de 70% da Taxa Selic vigente no período

Essa forma de cálculo da poupança é o que nos permite afirmar com propriedade que esse investimento não é dos melhores.

A poupança perde facilmente para o Tesouro Selic, mesmo considerando os impostos.

O gráfico a seguir, produzido pelo blog GuiaInvest, mostra a relação entre a poupança e o Tesouro Selic ao longo dos anos.

comparativo-poupanca-tesouro-selic

 

Como resgatar ou fazer a venda antecipada do Tesouro Selic?

Para quem pensa em não segurar o título até o seu vencimento no Tesouro Direto, o mais recomendado é mirar no Tesouro Selic, que garante valorização sem a chance de ter prejuízo na negociação.

Já os títulos Prefixados e Tesouro IPCA têm volatilidade maior e, se negociados em momento errado, podem prejudicar bastante sua projeção de retorno.

Um título prefixado comprado em momento de queda da Selic, por exemplo, pode se desvalorizar bastante se vendido em momento de elevação da taxa de juros.

Na prática, o que acontece é que o título vai deixar de ser tão interessante quanto era na compra.

Mesmo assim, é possível evitar qualquer perda ao carregar o título até o vencimento, quando são pagos todos os rendimentos conforme o prometido.

Para trazer o valor de um título até o presente (ou seja, quanto ele vale hoje se você decidir negociá-lo), use a calculadora oferecida pela Cetip. Basta escolher o título, a taxa da compra e a data.

Com ela, você pode determinar se vale a pena vender seu título antes do prazo.

 

Qual é o melhor momento para resgatar minha aplicação no Tesouro Direto?

Como explicamos, não é preciso esperar o vencimento do título para fazer o resgate. No entanto, é preciso destacar que os Títulos do Tesouro Direto variam diariamente de acordo com os preços e as condições do mercado.

Segundo as operações realizadas pelos agentes financeiros e as previsões para a taxa de juros, esses títulos podem ter retorno um diferente.

Na prática, isso significa que, caso o investidor venda seu título antes do vencimento, ele pode ganhar mais do que a estimativa, mas também pode perder dinheiro.

O segredo é avaliar se o título é prefixado ou pós-fixado antes de planejar o melhor momento do resgate.

No caso dos títulos prefixado, se os juros do mercado aumentarem e a inflação projetada for maior do que aquela na época da aquisição do título, o resgate terá um valor menor do que se fosse feito com um título pós-fixado.

Em contrapartida, caso a taxa base da economia caia, a venda de um título prefixado será lucrativa, já que o seu investimento pagará uma taxa superior àquela que está sendo praticada no mercado.

 

Conclusão

Como visto, o Tesouro Direto Selic tende a ser um ótimo investimento. A cada dia, mais e mais pessoas saem da poupança e começam a aplicar de verdade com o Tesouro Selic.

Esse investimento garante o mínimo de retorno da renda fixa e é muito seguro. A sua principal característica é a liquidez diária, que proporciona o saque antecipado do dinheiro sem perder rentabilidade.

 

Continue aprendendo sobre renda fixa com esses outros artigos do blog:

Tesouro Direto – O que é e Como Investir com Segurança (Guia Definitivo)

Tesouro Prefixado – LTN e NTN-F – O que é e Como Investir ?

Tesouro IPCA ou NTN-B: Aprenda a Investir nesse Título do Tesouro Direto

 

Dessa forma, o Tesouro Selic é indicado para formar um colchão de liquidez para emergência. Mesmo assim, tudo o que você puder programar em sua vida financeira, programe.

Emergências são apenas situações que não poderiam ser previstas. Assim, para todo o resto, você poderá possuir outras aplicações com maior rentabilidade e prazos.

Por exemplo, o pagamento de IPVA não é uma emergência, e sim uma conta anual que pode ser planejada.

Existem muitos ativos com rendimento superior a 100% do CDI e prazo de validade de 1 ano, por exemplo.

Este é o caso do CDBLCLCI e LCADebênturesCRI e CRACOEfundos de investimentos e outros ativo. Por contarem com menor liquidez e/ou segurança, podem pagar uma taxa de juros superior ao Tesouro Selic. Isso acontece mesmo a curto prazo, em um período de 3 a 6 meses.

Lembre-se de que quanto mais seguro for o lucro e mais liquidez um investimento tiver, a tendência é que menor seja a sua rentabilidade. Assim, é muito importante ter uma carteira de investimentos que contemple o curto, médio e longo prazo.

Essa carteira deve ser construída com aplicações de qualidade e preferencialmente utilizando-se da diversificação de investimentos para garantir uma boa rentabilidade enquanto os riscos são mantidos sob controle.

Gostou deste artigo? Deixe o seu comentário logo abaixo com elogios ou sugestões!

Obrigado por ler até aqui!

 

About the Author

Tatiana Mallmann, Co-Fundadora do Blog London Capital, formada em Administração de Empresas, ingressou no mercado financeiro em 2006, acumulando experiência em varejo, planejamento financeiro e seguros corporativos em instituições como Banco do Brasil e Confiança Companhia de Seguros. Especialista em planejamento financeiro, gestão de risco, proteção do ativo humano, blindagem de patrimônio e sucessão empresarial.