Seguro de Vida Resgatável: Como Funciona e Por Que Você Precisa Ter? | Blog London Capital

Seguro de Vida Resgatável: Como Funciona e Por Que Você Precisa Ter?

ByJonathan Camargo

LISTA VIP | Acumular, Rentabilizar e Proteger

JUNTE-SE AOS MAIS DE 100 MIL INVESTIDORES INTELIGENTES E RECEBA NOSSAS DICAS PARA ACUMULAR MAIS DINHEIRO, RENTABILIZAR MELHOR SEUS INVESTIMENTOS E PROTEGER SEU PATRIMÔNIO.

Seguro de vida: como funciona e por que você precisa de um?

A questão não é “se” vai nos acontecer alguma coisa e sim “quando”, afinal, assim como os impostos, a morte é a única coisa certa na nossa existência. Qualquer um precisa de um seguro de vida, uma vez que isso vai ajudar a prover para sua família em caso de morte — além de ser uma aplicação financeira interessante.

Mas não é só em uma situação ruim como essa que é possível tirar proveito de um seguro de vida. Essa modalidade de investimento pode ser bastante lucrativa, e as boas empresas de seguros contam com assessores financeiros experientes e capazes de indicar um ótimo retorno financeiro para você com essa aplicação. Saiba mais sobre como funciona o seguro de vida e veja por que é importante fazer um.

Antes de seguir lendo este artigo quero te convidar a baixar o [EBOOK] Aposentadoria Tranquila. É um PDF para download gratuito que será enviado diretamente para sua caixa de e-mail. Neste ebook você vai perceber ainda mais a importância de se organizar financeiramente para o futuro e dicas práticas para você usar no dia-a-dia como investidor.

Se você ainda não baixou faça agora, neste link.

O que é seguro de vida?

Seguro de vida é um montante fixo ou diluído em pagamentos regulares que seus dependentes recebem se você morrer. Ele é projetado para dar a garantia de que sua família será beneficiada já que você não estará mais lá para prover seu sustento. É possível decidir como ele será pago e se esse montante vai cobrir pagamentos específicos, como um aluguel ou hipoteca, por exemplo.

Os valores pagos dependem do nível de cobertura adquirido. Os tipos mais comuns são: morte natural, morte por acidente, invalidez permanente total ou parcial por acidente, invalidez permanente total, despesas médicas, hospitalares e odontológicas, diárias de incapacidade temporária, diárias por internação hospitalar, entre outras.

Seguros que oferecem cobertura para doenças graves ou terminais, por exemplo, permitem o resgate de determinada quantia caso o segurado esteja em uma dessas situações. Neste caso, ele pode usar o prêmio como quiser, seja para pagar as viagens para fazer algum tratamento ou usar os recursos para que fique mais confortável.

Um termo bastante usado quando se fala em seguro é apólice. Essa é uma palavra cuja origem significa “promessa” e, na prática, é o documento que fixa as regras do contrato de seguro. É o documento no qual tanto o segurado como a seguradora estabelecem as regras do seguro. Na apólice estão definidas as cláusulas, termos e restrições do seguro.

A maioria das apólices prevê situações que não são cobertas. Por exemplo, elas não pagarão o valor contratado se a morte ocorrer devido ao abuso de álcool ou drogas. Caso o segurado seja praticante de alguma atividade ou esporte de risco, normalmente cobra-se uma taxa extra.

O prazo do seguro pode ser um período fixo de tempo (conhecido como o “termo” de sua apólice), como 5, 10 ou 25 anos, por exemplo — esse tipo paga o seguro apenas se a morte ocorrer dentro do prazo estipulado.

 

Porque Assegurar a sua Vida e de sua Família com um Seguro de Vida?

Ele é uma ferramenta essencial de planejamento financeiro e pode ser mais barato do que você imagina.

Talvez você gaste 2 mil reais por ano (ou mais) com o seguro do carro, mas não pague nem se quer 10% disso para proteger sua família se acontecer algo inesperado com você. Está na hora de pensar no seguro de vida como um item básico de planejamento financeiro, e não como mais um produto das seguradoras que você nunca vai usar ou mesmo que seu gerente de banco só te liga para bater a meta dele, afinal a única certeza que temos é que estamos aqui de passagem e portanto, cedo ou tarde o seguro servirá a sua Família.

Uma curiosidade muito interessante é que nos EUA, Europa e Ásia o seguro de vida é considerado um dos itens mais importantes para quem pensa em criar patrimônio e sustentar sua família, será que temos algo a aprender com países mais desenvolvidos?

O seguro de vida paga uma indenização a quem você escolher logo após a sua morte, reduzindo o impacto no padrão de vida das pessoas que dependem financeiramente de você por um período. Alguns também pagam os custos do funeral.

Você também pode receber esse dinheiro em caso de invalidez ou doença grave. As apólices podem incluir uma infinidade de outras coberturas.

O pagamento da indenização é isento de Imposto de Renda e, em caso de morte, é feito independentemente do inventário ou da partilha de bens entre os herdeiros, que podem demorar.

Confira abaixo e saiba mais sobre os diferenciais e benefícios de contratar os nossos seguros, todos adaptáveis às suas necessidades, o que proporciona uma proteção sob medida para você e sua família.

 

Por que ter um Seguro de Vida?

Imprevistos acontecem. Este é o motivo pelo qual tomamos várias ações para minimizar suas consequências. Uma das ações mais tradicionais e garantidas para isso é fazer um seguro, afinal, nada como proteção para ficarmos tranquilos diante de algo inesperado.

Se você fosse elencar suas maiores preocupações, sem dúvida a saúde e o bem-estar de entes queridos seria uma delas, acima de seus bens materiais, por exemplo. Logo, se você cuida de seus bens, por que não proteger também o futuro das pessoas que você mais ama?

A London Capital distribui produtos capazes de compor apólices de seguro para diversos perfis e situações, visando trazer mais segurança, tranquilidade e confiança para seus clientes. Com credibilidade e transparência, estamos preparados para ajudá-lo a superar eventuais adversidades com agilidade.

Por exemplo, em casos de doenças ou invalidez acidental, você e sua família podem ser afetados financeiramente, com a perda do emprego ou com ajustes na rotina. Com um seguro da London Capital, você receberá auxílio que poderá proporcionar a manutenção do seu padrão econômico ou atender as necessidades de proteção da sua família no caso da sua ausência.

Além disso, um seguro de vida também pode ajudar a conquistar um sonho. A London Capital auxilia você e a sua família a, com o valor do benefício pago, alcançar aquele projeto de vida tão sonhado, como uma viagem, uma renomada graduação e até mesmo uma vida mais confortável e prazerosa.

Quanto custa um seguro de vida?

Contratar um seguro de vida pode ser muito barato. Muitas vezes, apenas algumas moedas por dia é tudo de que você precisa para dar aos seus entes queridos uma boa proteção financeira. Pagamentos mensais (também conhecidos como prêmios) podem variar, por isso é uma boa ideia pesquisar bem o preço antes de contratar, e verificar exatamente o que é e o que não é coberto por aquela apólice.

O preço que se paga por uma apólice de seguro de vida depende de uma série de coisas. Entre elas estão a quantidade de dinheiro que se quer de prêmio, a duração da apólice, a idade, saúde, estilo de vida e até se você é fumante. Uma pessoa mais jovem, por exemplo, tem menos chance de morrer de uma condição médica, portanto sua apólice vai custar mais barato do que o de uma mais velha.

Para incentivar que os consumidores façam seguro de vida, a Proteste (associação dos consumidores) realizou um levantamento do preço de coberturas nas maiores seguradoras do país, segundo a Superintendência de Seguros Privados (Susep).

Na avaliação da associação, uma cobertura básica precisa incluir, no mínimo, indenização por morte natural, por morte acidental e por invalidez permanente por acidente. Algumas das coberturas básicas das seguradoras pesquisadas já incluem coberturas adicionais no preço.

Os valores foram calculados para um consumidor com o seguinte perfil: homem, administrador de empresas, com 35 anos, 70 quilos, 1,70 metro de altura, casado, não fumante e não obeso.

A seguir, você confere quanto custa, por ano, um seguro de vida nas três seguradoras que oferecem essa cobertura básica, para esse perfil de consumidor, com o melhor custo benefício, segundo avaliação da Proteste:

SeguradoraIndenização de R$ 50 milIndenização de R$ 75 milIndenização de R$ 100 mil
Sul América*R$ 135,00R$ 198,96R$ 266,28
Mapfre**R$ 149,17R$ 511,70R$ 681,79
Allianz***R$ 127,54R$ 191,31R$ 255,09

Sul América*: Seguro Vida Individual, que, além da cobertura básica, inclui cobertura adicional em caso de morte do cônjuge (50% da indenização), invalidez por doança funcional e doenças graves (50% da indenização).

Mapfre**: Seguro Mapfre Vida Você Multiplex, que, além da cobertura básica, inclui cobertura adicional em caso de morte do cônjuge, invalidez total por acidente do cônjuge, invalidez por doançe funcional e doenças graves (100% da indenização em todos os casos)

Allianz***: Seguro Vida Individual, que, além da cobertura básica, inclui cobertura adicional em caso de invalidez por doença funcional.

 

Como saber o valor da indenização que você precisa para o Seguro de Vida?

Não existe uma fórmula para fazer essa conta. Comece calculando todos os gastos que você tem na vida e quanto eles custam por mês, para manter todas as pessoas que dependem de você financeiramente (veja como fazer um orçamento financeiro e quais planilhas e aplicativos podem te ajudar nessa tarefa).

Então, estime por quanto tempo sua família precisaria desse dinheiro para se manter sem você, até se reestruturar. Você pode escolher, por exemplo, que quer ter uma indenização que pague a educação dos seus filhos até o fim da faculdade.

Se não tem tanto dinheiro assim para bancar um seguro com uma indenização tão alta, invista em um produto que pague, pelo menos, um ano de despesas, como sugere o educador financeiro José Vignoli, do SPC Brasil.

Lembre de incluir na conta sua renda investida em aplicações financeiras, se tiver, e suas dívidas que ficarão para a sua família pagar. Se achar muito difícil fazer essa conta sozinho, o corretor de seguros ou um assessor de investimentos podem ajudar.

Faça uma revisão a cada cinco anos para entender se a cobertura contratada continua adequada para a sua necessidade, como recomenda o presidente da Federação Nacional de Previdência Privada e Vida (FenaPrevi), Edson Franco.

O tamanho da indenização que você precisa pode aumentar ou diminuir com o tempo, conforme o que acontecer na sua vida. Quando os seus filhos se tornarem independentes financeiramente, por exemplo, você poderá pagar um seguro mais barato, com uma indenização menor.

Que cuidados é preciso ter ao contratar o seguro de vida?

É importante que você saiba exatamente que pacote de coberturas está contratando, pois eles podem ser muito diferentes um do outro.

No contrato, observe as exclusões, que são todos aqueles riscos que não serão cobertos pelo seguro que você escolheu. Algumas apólices possuem carência, um período em que não se pode usar o seguro, mesmo estando em dia com o pagamento.

Ao preencher o documento com todas as informações sobre a sua condição de saúde, seja o mais sincero possível, mesmo que corra o risco do seu seguro ficar mais caro. Em caso de má-fé, a seguradora pode recusar o pagamento da indenização.

 

 

Seguro de vida resgatável

O seguro de vida resgatável é aquele que tem uma cobertura para sobrevivência. Sua contratação é feita por um período mais longo e não precisa ser renovado a cada ano. O modelo é um sucesso desde que foi criado, no Japão.

O perfil do consumidor dessa modalidade de seguro é formado com base em pessoas que pensam em proteção, mas que também se interessam pela formação de um fundo de reserva. Esses recursos poderão ser utilizados no futuro, quando não houver mais necessidade de proteção, ou também em casos de necessidade financeira, sem a interrupção da proteção através de empréstimo, valor saldado e benefício estendido. Sabendo-se o salário, número de dependentes, tempo de contratação, valor das despesas mensais etc., é possível identificar quais são as reais necessidades de cada cliente.

Para o cálculo do prêmio, o cliente deverá passar por uma avaliação médica e testes clínicos. Vários exames são importantes, como taxas de colesterol, glicemia etc. A partir desses resultados, a seguradora estabelecerá, através dos seus representantes, se o cliente deve ter direito a receber algum tipo de desconto ou ter o prêmio elevado. Em muitos casos, inclusive, esses exames médicos ajudam o cliente a se atualizar sobre o seu estado de saúde.

Os planos resgatáveis combinam as necessidades do cliente com a proteção que ele busca e o investimento, proporcionando uma melhor gestão dos recursos disponíveis.

Seguros incontestáveis

Muito embora vários seguros tenham restrições e limitações do prêmio, existe no mercado uma linha de produtos chamada de Private Solution. Essa linha se diferencia de um modo bastante interessante para o segurado: enquanto na linha tradicional o seguro termina com um prazo pré-determinado e pode ser recontratado com um ajuste no valor das prestações, na Private Solution o seguro vale pela vida toda e enquanto as parcelas estiverem sendo pagas. O valor das parcelas é mais baixo quanto mais jovem for o segurado.

Esses seguros de vida resgatáveis são incontestáveis e fornecem cobertura total. Produtos nessa modalidade são oferecidos pelas empresas de maior excelência no mercado, como a Mapfre (Bien Vivir) e Mongeral Aegon (Private Solution).

Se realmente queremos deixar nossos dependentes seguros em caso de morte, fazer um seguro é uma obrigação. E se a opção é também fazer um investimento, então um seguro de vida resgatável é a melhor solução.

Procure por uma empresa com experiência no mercado e reconhecimento de um serviço de qualidade, como a Mapfre Seguros, Icatu Seguros, Mongeral e Sulamérica, e comece agora a cuidar do futuro da sua família!

Agora que você já sabe que o seguro de vida é super importante para gerar riqueza e manter seu patrimônio, aproveita e se inscreve na nossa newsletter aqui embaixo que eu sempre dou dicas de como aproveitar melhor seguros, planejando assim sua vida financeira e também dou dicas de como investir melhor.

Ainda tem dúvidas sobre o assunto? Compartilhe conosco aqui nos comentários!

Ah e não esquece de baixar o [EBOOK] Aposentadoria Tranquila.

Follow

About the Author

Jonathan B Camargo, Co-Fundador do Blog London Capital e assessor de investimentos na New York Capital empresa de assessoria de investimentos que tem como objetivo exclusivo assessorar pessoas físicas de elevado patrimônio, holdings familiares e empresas de participações com alta disponibilidade líquida para investimentos, sempre valorizando a privacidade dos negócios, aliada à solidez da XP INVESTIMENTOS.