Eu preciso de um Planejador Financeiro ? - London Capital

Eu realmente preciso de um planejador financeiro?

By Jonathan Camargo | 5. Aposentadoria

Quer Aprender a Investir Melhor?

Receba semanalmente dicas exclusivas e ferramentas práticas para ajudá-lo a investir com sabedoria e ganhar dinheiro extra.

set 29
Eu realmente preciso de um planejador financeiro?

Esta pergunta veio do amigo de um cliente, A.M*, de cerca de 50 anos, que trabalha para uma grande corporação multinacional e tem ativos de aposentadoria em torno de R$ 800 mil e outros investimentos em torno de R$ 1,6 milhão. Ele indicou que ele está pensando em sair da empresa ou ser capaz de se aposentar em um futuro próximo. Vou abordar esta questão em grande parte, a partir da perspectiva da situação dessa pessoa, pois este é o tipo de cliente que nós na London Capital estamos bastante familiarizados.

Eu realmente preciso de um consultor financeiro? A única resposta, claro, é que depende. Há muitos fatores a considerar. Vamos dar uma olhada em alguns deles.

Você está confortável gerenciando seus próprios investimentos e consegue ser objetivo ao tomar decisões sobre questões de planejamento financeiro?

Este é um dos principais fatores a considerar. A.M*, levantou a questão de que as taxas típicas para assessoria permanente em um portfólio de seu tamanho provavelmente seria de R$ 15.000 a R$ 20.000 por ano, e se perguntou se esta taxa vale a pena.

Muitas clientes que conheço, sempre tem um lado emocional muito forte quando existem decisões financeiras na mesa.

A troca de um apartamento, a compra de um carro, uma aposentadoria antecipada, são todas decisões que envolvem dinheiro, e devem ser sim observadas de forma racional, e é neste exato momento que uma ajuda profissional não somente vai resolver a situação atual, mas como também você irá agradecer no futuro.

Se você não sabe exatamente seus números para se aposentar, ou não sabe lidar com as decisões que envolvem dinheiro de forma racional, procure sim um planejador financeiro.

Você gosta de gerir seus próprios investimentos e finanças?

Isso é importante. Se não gosta de fazer isso, sozinho você terá de gastar tempo, não só para monitorar seus investimentos, mas também para se manter atualizado com o conhecimento necessário. Você terá tempo para fazer isso de forma eficaz?

No caso de A.M* eu sugeri que ele considere se isso é algo que ele gostaria de estar fazendo na aposentadoria ou gostaria de aproveitar seu tempo com outras coisas. A resposta vocês já sabem.

 O que acontece se você morrer ou ficar incapacitado?

Este é um problema. Muitas vezes nesta faixa etária um cliente que é casada pode ter um cônjuge que não esta confortável com a gestão das finanças da família. Se o cliente que está interessado e capaz, morrer ou ficar incapacitado, quem vai ajudar o cônjuge que agora é atirado para este papel indesejado?

Não é uma decisão de tudo ou nada

Certamente, se você está confortável (e capaz) de ser seu próprio planejador financeiro na aposentadoria ou em qualquer fase da vida, você deve fazê-lo. Esta não é uma decisão irreversível, nem há nada que diz que você não pode obter ajuda quando necessário.

Por exemplo, você pode contratar um planejador financeiro para ajudá-lo a fazer um plano financeiro e uma revisão global da sua situação atual. Ou você poderia, então, continuar desenvolvendo suas atividades cotidianas e envolver os serviços de um planejador financeiro para revisões periódicas.

Qualquer decisão que você faça, tente ser o mais objetivo possível. Você já fez um bom trabalho com isso no passado? Será que os benefícios do conselho superam os custos envolvidos? Você é capaz de fazer isso? 

* – abreviado para resguardar a identidade

 

Por favor, sinta-se livre para contatar-me com suas perguntas, comentários e sugestões para futuros temas que você gostaria de ver abordados aqui na London Capital.

 

Quer Aprender a Investir Melhor?

Receba semanalmente dicas exclusivas e ferramentas práticas para ajudá-lo a investir com sabedoria e ganhar dinheiro extra.

Follow

About the Author

Jonathan B. Camargo, empreendedor, planejador e educador financeiro, formado em Administração de Empresas, certificado como Agente Autônomo de Investimentos pela CVM (2012), pelo Programa de Qualificação Operacional - PQO, como Profissional Financeiro Ambima Serie 20 – CPA 20. Especialista em investimentos e planejamento financeiro, ingressou no mercado financeiro em 2010, com passagens por instituições como Bradesco (Corporate Bank) e XP Investimentos. Trabalha com o intuito de transferir conhecimento aos seus clientes e ajudar a transformar seus objetivos em realidade.