9 dicas para poupar dinheiro do mês | London Capital

9 dicas para conseguir poupar dinheiro todo mês

By Jonathan Camargo | Planejamento de Despesas

Quer Aprender a Investir Melhor?

Receba semanalmente dicas exclusivas e ferramentas práticas para ajudá-lo a investir com sabedoria e ganhar dinheiro extra.

out 14
dicas para conseguir poupar dinheiro todo mês

Muitas pessoas se esforçam para tentar poupar dinheiro todo mês, mas por que a maioria fracassa? Grande parte daqueles que tentam economizar conseguem fazê-lo por algum tempo, mas invariavelmente suas chances de sucesso diminuem após o decorrer dos primeiros meses.

As desculpas já são conhecidas, como “tenho muitas despesas e nunca sobra nada do meu salário”. Dessa forma, infelizmente o tempo passa e são poucos os que conseguem poupar dinheiro de forma sistemática. E é justamente em tempos de crise, como o atual, que esse dinheiro que poderia estar guardado faz uma grande falta, seja para cobrir imprevistos, suportar uma possível demissão ou permitir investimentos mais ousados.

Para acabar de vez com a dificuldade em organizar as suas finanças pessoais e guardar dinheiro todo mês (mesmo em tempos de crise) seguem algumas dicas preciosas para atingir seus objetivos:

Monitore seus gastos

O primeiro passo para começar a poupar dinheiro é saber quanto você gasta no mês. Portanto, todas as despesas devem ser registradas em uma planilha para que seja possível contabilizar quanto e com o que você está gastando, e, a partir daí, entender que tipos de gastos podem ser reduzidos ou eliminados. Todas as despesas devem ser anotadas, até as menores e aparentemente insignificantes — como um café ou uma ida à papelaria.

Tenha metas para poupar dinheiro

Por menor que seja seu salário, acredite: é possível guardar dinheiro. Partindo da sua planilha de gastos, você pode gerenciar suas despesas e separar percentuais de seus proventos para cada tipo de gasto. Separe um percentual mínimo como meta mensal de economia.

A maioria das pessoas tem capacidade financeira para poupar aproximadamente 10% de seu salário sem problema algum, desde que haja planejamento e adoção de medidas que visem ao uso racional do dinheiro, como as que estão sendo trabalhadas aqui. Se realmente suas despesas fixas forem altas e seu salário praticamente não consiga cobri-las, fixe uma meta de poupar nem que seja 1% do seu salário.

Não invente desculpas para não economizar

Poupar deve ser encarado não como um hábito passageiro, mas como um estilo de vida que não pode ser deixado de lado. Inventar desculpas só dificulta o processo de conscientização da importância de gerir bem sua vida financeira. Lembre-se sempre de que essa economia é perfeitamente possível e basta um pouco de disciplina para tal.

Ajuste seus gastos ao valor da poupança — e não o contrário

Geralmente, as pessoas tentam guardar o que sobra de seus salários quando deveriam fazer justamente o contrário. Para poupar dinheiro, deve se inverter as ordens de pagamento: primeiro você separa o valor que deve ser guardado todo mês, e somente após isso é que se deve utilizar o restante para quitar as despesas comuns, ajustando seu padrão de vida e seus gastos ao valor que sobrou após a retirada da poupança do mês.

Não despreze os gastos de pequeno valor

Os gastos de pequeno valor, muitas vezes, são os responsáveis por descontrolar as finanças pessoais justamente por serem irrisórios e ninguém dar a importância que eles merecem. O problema é que como eles não são controlados e, via de regra, são recorrentes, acabam ganhando uma proporção considerável, causando um rombo no orçamento no final do mês.

Descubra qual o seu perfil para investimentos

Definidos seus objetivos, conhecer qual o seu perfil de investidor é de suma importância para ter uma vida financeira bem administrada. Saber qual sua tolerância a riscos, se você está disposto a apostar em uma rentabilidade superior ou se suporta perdas iniciais para futuras compensações são grandes perguntas a serem respondidas para você mensurar sua tolerância aos passos mais arrojados.

Opte por investimentos com captação automática

Alguns bancos e corretoras de valores já possuem entre seus produtos um precioso mecanismo para quem tem dificuldades de guardar dinheiro: são os investimentos com captação automática. Basta programar um dia do mês para que haja a aplicação automática de recursos em um determinado investimento, tudo isso de forma simples, direta e sem perda de tempo.

Utilize os tempos de crise a seu favor

Em tempos de crise como o atual, vivemos em um cenário de consumo inibido, altas taxas de juros e elevada inflação. Use essas adversidades a seu favor, utilizando as reservas poupadas mensalmente, por exemplo, em investimentos atrelados à elevada taxa de juros brasileira (que já ultrapassa os 14% ao ano). Assim, mesmo que você consiga poupar apenas um pequeno valor mensal, se somado aos rendimentos vindos dos investimentos, uma boa reserva de capital pode ser formada ao longo dos anos.

Reveja os gastos essenciais

É comum as pessoas separarem gastos essenciais (aqueles que não podem ser cortados) dos supérfluos (que podem ser eliminados ou reduzidos com relativa facilidade). Para poupar dinheiro dentro da sua meta mensal, é fundamental cortar os gastos desnecessários, ou seja, aqueles que não são de suma importância para o seu dia a dia. Por outro lado, há muitos gastos tidos como essenciais que, na verdade, também podem ser alvo da contenção de despesas.

Muitas pessoas não pensam nisso, mas despesas com alimentação, moradia, energia elétrica podem ser reduzidos sem que haja perda alguma da qualidade de vida. Para tanto, a criatividade deve entrar em ação: nas idas ao supermercado, substitua produtos que estejam excessivamente caros e dê preferência a alimentos sazonais — que apresentam brusca redução de preço nos seus períodos de safra.

Invista em sua educação financeira

Um primeiro passo para aprender a gerir a sua vida financeira é investir na educação. Procure ler a respeito de economia e finanças, se inteirar sobre o vasto mundo dos investimentos, sobre a importância de saber poupar e guardar seu dinheiro da forma correta para que ele tenha seus rendimentos otimizados.

Busque outras fontes de renda

Buscar fontes alternativas de renda pode ser uma saída inteligente. Atuar como freelancer em alguma área na qual você tenha formação ou investir em uma atividade que você tenha como hobby (cozinhar, dar aulas particulares, vender algum produto artesanal que saiba fazer) são formas de incrementar sua renda e te permitir uma boa poupança.

Gostou das nossas dicas? Ainda tem alguma dúvida? Deixe um comentário e conte para nós!

Quer Aprender a Investir Melhor?

Receba semanalmente dicas exclusivas e ferramentas práticas para ajudá-lo a investir com sabedoria e ganhar dinheiro extra.

Follow

About the Author

Jonathan B. Camargo, empreendedor, planejador e educador financeiro, formado em Administração de Empresas, certificado como Agente Autônomo de Investimentos pela CVM (2012), pelo Programa de Qualificação Operacional - PQO, como Profissional Financeiro Ambima Serie 20 – CPA 20. Especialista em investimentos e planejamento financeiro, ingressou no mercado financeiro em 2010, com passagens por instituições como Bradesco (Corporate Bank) e XP Investimentos. Trabalha com o intuito de transferir conhecimento aos seus clientes e ajudar a transformar seus objetivos em realidade.