Renda Mensal Vitalícia - Dá para viver de renda com R$ 500 mil ou R$ 1 milhão? | Blog London Capital

Renda Mensal Vitalícia – Dá para viver de renda com R$ 500 mil ou R$ 1 milhão?

By Jonathan Camargo

Invista Melhor | Acumular, Rentabilizar e Proteger

Junte-se aos aos nossos milhares de investidores inteligentes e seja o primeiro a receber as nossas novidades e dicas de como acumular mais recursos, rentabilizar melhor seus investimentos e proteger seu patrimônio.

renda mensal vitalicia

Dá para viver de renda com R$ 500 mil ou R$ 1 milhão?

R$ 1 milhão é o sonho de muita gente: afinal, ter sete dígitos na conta, definitivamente, não é algo simples. Muita gente demora anos para conseguir acumular esse dinheiro, no entanto, é possível viver de renda com essa quantia?

Sim, é possível viver de renda com esse valor. No entanto, é preciso considerar que, para viver de renda, estamos falando de um investimento conservador, pois não se pode correr riscos quando se precisa de uma certa renda para subsistência.

Existem dois investimentos que possibilitariam essa renda mensal. O primeiro seria em produtos que rendam próximo de 100% do CDI (Certificado de Depósito Interbancário), o que representaria 0,9% de retorno líquido ao mês atualmente, considerando uma alíquota de 20% de Imposto de Renda. Assim, com R$ 1 milhão a renda seria de R$ 9,2 mil por mês. Já com R$ 500 mil seria gerado R$ 4,6 mil por mês.

No entanto, é preciso salientar que essa renda consome todo o rendimento pago pelo valor aplicado inicialmente. Não estamos considerando a inflação, que, no longo prazo, tende a corroer todo o valor principal.

Uma alternativa de investimento são os títulos públicos atrelados ao IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) com pagamento de cupom semestral, que trariam uma renda bruta de R$ 6 mil por mês até o vencimento do título, até o vencimento do título, que pode ser até 2050.

Já quem quiser comprar renda vitalícia de uma seguradora de previdência privada com um aporte único de R$ 1 milhão com 65 anos conseguiria uma renda de aproximadamente R$ 3,5 mil pelo resto da vida.

Para quem quiser comprar imóveis, a escolha deve ser feita por propriedades com bom valor de aluguel, ou fundos imobiliários que geram renda mensal isento de imposto de renda e ainda conta com gestão profissional, mesmo assim ainda que é necessário escolher fundos com baixa possibilidade de vacância e pouco custo de manutenção também. Os fundos imobiliários podem pagar uma renda mensal em torno de 0,5% a 1% do valor investido.

Por último, ainda haveria a possibilidade de comprar ações pagadoras de dividendos. Ao preço de hoje é fácil encontrar boas empresas que pagam mais de 6% ao ano em dividendos. Mas isso fica para quem tem bastante conhecimento sobre o mercado e tem alta tolerância e capacidade para correr riscos.

 

Antes de continuar quero te convidar a baixar o [EBOOK] Aposentadoria Tranquila.

Um PDF para download gratuito que será enviado diretamente para sua caixa de e-mail. Neste ebook você vai poder compreender mais afundo sobre o assunto do vídeo, com estratégias e dicas práticas para você usar no dia-a-dia como investidor.

Se você ainda não baixou faça agora, neste link.

 

Como Ter um Renda Mensal Vitalícia?

Quer viver de rendimentos?

Viver de rendimentos é o sonho de muita gente. Também é o seu? Então veja como ter uma renda mensal de R$ 10 mil com aplicações financeiras, mantendo o capital investido. Ou seja, você vai sacar os juros e ainda vai conservar seu patrimônio. Quer ganhar mais do que R$ 10 mil por mês? O cálculo pode ser usado para qualquer valor desejado.

 

Passo 1 – Planeje sua Renda Mensal

O brasileiro sofre! Temos problemas e incertezas que nos cercam o tempo todo. Ficamos pensando em temas como taxa de juros, que não nos deixam tomar um empréstimo, em inflação, que come aquele dinheiro suado, no dólar, que deixa tudo caro (desde o IPhone que você quer comprar até o material escolar do seu filho).

E o pior de tudo isso, é que nesse cenário que teremos que planejar os nossos próximos anos, a nossa aposentadoria, os nossos custos e por aí vai! Ou seja, temos um terreno pedregoso para criar um gado bem gordo que vai nos alimentar por anos a fio e se você quiser se aposentar sem problemas, vamos ter que cuidar muito bem desse boi.

Agora pense comigo: se eu quero saber um valor lá na frente, eu tenho que começar a pensar em todo um caminho que eu vou percorrer e tudo o que vai me afetar ao longo de todo esse tempo. E qual o primeiro fator em que temos que pensar quando falamos de juntar dinheiro? Isso mesmo, quanto sobra do que eu ganho! Nosso objetivo é ter uma aposentadoria bem longa e bem confortável. Afinal não trabalhamos a vida inteira pensando em contas e problemas, para chegar ao fim da vida e pensar em… contas e problemas.

Tenha em mente a Renda Mensal que você ganha por mês. É o suficiente para pagar as suas contas e ainda sobrar um pouco? Existe algum gasto desnecessário que você esta tendo todo mês? Tem como aumentar sua receita, ou diminuir os custos? Você tem a disciplina necessária para poupar direito?

Quanto a essa disciplina, comece com o pé direito todo mês. Antes de ter tempo de gastar, guarde! Inicie o mês depositando um pouco e veja se sobra. Conforme o tempo passar vá aumentando esse valor até achar um ponto ideal entre custo x receita. Evite se endividar com jantares caros ou confortos, que até podem parecer muito bons agora, mas que não damos o devido valor.

Com esse valor mensal em mente, já demos o nosso primeiro passo na direção certa. O que precisamos saber agora é de um produto bom para deixar esse dinheiro rendendo. O mais indicado para qualquer pessoa que quer planejar a aposentadoria é obviamente a Previdência Privada. Ela alia longo prazo com custos baixos e boa rentabilidade, além de facilitar outro ponto que é o recebimento dessa Renda Mensal, um detalhe importante que veremos mais a frente.

Agora que já sabemos o destino do dinheiro temos que pensar no tempo. Esse é um dos recursos mais importantes que temos além de ser o que mais envolve risco, uma vez que o tempo não se recupera. Mas nisso, você leitor têm uma vantagem, afinal vocês já sabem que o momento para começar a se planejar é AGORA e AGORA apenas!

O último fator que precisamos pensar é no método de recebimento da Renda Mensal. Você já pensou se quer deixar alguma herança para os seus herdeiros ou se vai usufruir de tudo quando se aposentar? Vamos ver quais os melhores métodos de recebimento para ambas as situações, mais a frente.

 

2 – Monte sua Aposentadoria

Vamos aos pormenores. Como calculamos uma Renda Mensal de R$ 10.000,00, para recebermos quando formos nos aposentar? Começaremos estipulando algumas variáveis.

  • Quanto tempo vamos acumular o dinheiro?
  • Quanto ele vai render por mês?
  • Quanto tempo vamos usufruir do dinheiro?
  • Inflação?

magine que você vai se aposentar com 65 anos. Se hoje você tem 25, então já sabemos que você vai acumular o dinheiro por 40anos. Já temos nossa primeira resposta.

Agora o rendimento. Você está num blog de investimentos em previdência, falando sobre guardar dinheiro ao longo do tempo. Acho que isso não é um problema para você. Digamos que você vá ter um rendimento anual de 12%. Isso é baixo hoje, porque estamos vivendo uma situação de taxa de juros alta, mas estamos pensando numa taxa média para 40 anos. Essa taxa de hoje ainda vai variar e muito.

Qual a sua expectativa de vida? As novas estimativas definidas pelo IBGE são de que o brasileiro vive em média até os 75 anos. Mas aqui não estamos falando de média e sim de uma perspectiva de que vamos aproveitar uma longa aposentadoria. Ou seja, precisamos estar preparados para passar dessa média de 75 e ir muito além disso! Vamos estabelecer uma média de 95 anos para mulheres e 90 anos para homens. Essas são estimativas bem realistas, pois são números que tem sua referência direta no cálculo de tábua atuarial da Previdência Privada.

Tendo isso definido, podemos dizer que planejamos usufruir do dinheiro por no mínimo 25 anos, a partir da data em que vamos nos aposentar. Fazendo uma conta boba, já sabemos que ao longo desses 25 anos, com uma Renda Mensal de 10 mil, nós vamos ter usufruído de aproximadamente R$ 3.000.000,00!!! Parece muito? E se eu te dissesse que na verdade você acumulou menos da metade disso até os 65 anos e o resto foi tudo rendimento das suas aplicações ao longo do tempo e ao longo do período de recebimento?

Exatamente, se tivermos um produto com uma rentabilidade legal, é como se tivéssemos alguém ajudando nos nossos investimentos todo mês, colocando um valor no nosso bolso! E uma ajudinha mensal por 45 anos, é um baita negócio!

Mas calma, ainda falta um número para sabermos o quanto vamos precisar juntar todo mês. E o pior é que esse é o número mais incontrolável de toda essa conta. Ele depende apenas da saúde econômica do nosso país. É a temida inflação. Pense que na sua conta corrente, ou pior, no seu bolso (!), tem um gremlin mordiscando cada nota que você ganhou com tanto suor. Esse é o efeito que a inflação tem sobre as nossas economias. Passivamente todo o nosso dinheiro vai perdendo valor ao longo do tempo. Por essa razão é que devemos buscar um produto muito bom para render nosso dinheiro até o fim de nossas vidas e é nesse ponto que o nosso blog está aqui para te ajudar.

Vamos ao número. O índice de inflação de um país é medido com base em alguns indicadores. No Brasil esse índice é o IPCA(Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) que é calculado pelo IBGE. Quando votamos para presidente temos que ter em mente a sua política monetária. Através desse planejamento que o controle da inflação é feito. A meta para este controle é de 4,5% ao ano. Atualmente esta taxa está bem acima, tendo batido um recorde e chegado a 10%. Sendo assim teremos ainda um período de alta na inflação, o que pode atrapalhar um pouco nossos planos. Vamos estabelecer então um valor de 6% de inflação em todo esse período de 40 anos em que vamos guardar nosso dinheiro, afinal de contas é muito provável que a economia tenha suas altas e baixas nesse período.

 

Veja Como Calcular o Valor que Precisa na Aposentadoria

3 – Fase de recebimento dos R$ 1o Mil por mês

Olha que beleza, através de algumas contas simples já temos um bom planejamento para o resto de nossas vidas! Parece que esta tudo resolvido, não? Claro que não, ainda temos que saber como vamos usufruir desse dinheiro todo que juntamos ao longo de tanto tempo.

Para isso separei dois perfis para recebimentos, aqueles que deixarão herança e os que gozarão de todo o valor em vida.

A melhor dica para você que não tem nenhum herdeiro é a de recebimento através de renda vitalícia, modalidade disponível apenas se você contratar uma Previdência Privada. A vantagem desse modelo é que dependendo das qualidades da previdência, a sua Renda Mensal pode ser bem acima de R$ 10.000,00, com o mesmo montante acumulado. Para entender melhor sobre isso sugiro conferir os nossos artigos sobre tabua atuarial e previdência privada.

Para os outros que planejam deixar algo para os netos ou filhos, você pode optar também por uma previdência, mas com um modelo de pagamento mensal com prazo determinado. Assim você irá receber o dinheiro mensalmente, como um salário, mas se quiser pode sacar tudo de uma vez e usar como bem entender.

 

Como Gerar um Renda Mensal Extra

Certo! Agora que você já ajustou os números e está com tudo planejado, é hora de pensar em aumentar a sua renda mensal. A saída convencional seria você pedir um aumento para o seu patrão ou procurar um novo emprego, para uma empresa que pague mais. Se trabalha por conta própria, você poderia trabalhar mais, ou mudar de profissão.

Porém, como nem sempre essas são alternativas possíveis ou desejáveis, seguem abaixo algumas dicas para você encontrar uma rentabilidade extra e que ajudarão você chegar à sua meta de R$ 10 mil por mês.

4.1. Alugue o seu imóvel

O mercado de aluguéis é uma ótima opção para quem está buscando uma renda extra. Então, se você tem um imóvel de temporada que ocasionalmente fique vazio ou se mora em alguma cidade legal, que atraia turistas, e tem cômodos sobrando em casa, a renda extra está bem perto de você.

Afinal, hoje está muito fácil alugar imóveis por temporada, inclusive utilizando aplicativos ou sites — como o Airbnb — que aproximam os locatários dos locadores.

É certo que a sua rentabilidade adicional vai depender de onde está o imóvel ou cômodo que você tem para alugar e da frequência com a qual ele for alugado. De qualquer forma, vale a pena pesquisar ofertas semelhantes à que você tem a apresentar ao mercado e procurar alinha o seu preço com elas.

Por exemplo, no próprio Airbnb é possível encontrar uma acomodação individual no Rio de Janeiro com preço a partir de R$ 50 ou menos. Por outro lado, lá também existem acomodações que ultrapassam os R$ 3 mil de diária e há até aquelas que podem chegar a muito mais do que isso.

4.2. Transporte pessoas

O Uber e o Cabify estão aí, criando uma alternativa aos táxis e aproximando motoristas e passageiros. Porém, mesmo sem aderir a esses aplicativos e sem tirar uma licença de taxista, é possível ganhar dinheiro transportando pessoas.

A ideia é prestar serviços para quem tem necessidades especiais de transporte e que deseja contar com a segurança e com a discrição que oferecem os motoristas particulares, sem ter que arcar com os altos custos de contratar um funcionário permanente.

Por exemplo, é possível trabalhar para pessoas de mais idade, que desejam viajar ou sair em dias e horários específicos. Entre outras possibilidades, você também pode prestar assistência a famílias com filhos pequenos ou adolescentes, levando e buscando em festas ou em cursos.

Contudo, como estamos falando de uma atividade que requer confiança por parte de quem contrata, para que ela dê certo, é preciso criar uma rede de clientes, que pode começar pelos amigos e familiares. Com um bom serviço prestado para um número razoável de pessoas é possível obter uma boa renda adicional

4.3. Guie turistas pela sua cidade

Você pode apresentar sua cidade para visitantes e cobrar por isso. Para tanto, é claro, você precisa conhecer alguma coisa sobre a história do lugar, sobre os melhores atrativos que ele tem a oferecer, além de saber indicar bares e restaurantes e ficar atento para a agenda de eventos local.

Quem fala outros idiomas e mora em cidades que recebem um bom volume de turistas estrangeiros, naturalmente, encontra boas vantagens nessa atividade. Ela pode ser bastante divertida, rentável e permite conhecer novas pessoas.

Vale também considerar que se você está pensando em alugar seu imóvel e se tem a disposição para transportar passageiros, está aí uma boa forma de unir as três possibilidades de obter uma boa renda mensal.

4.4. Crie um blog

Ser blogueiro se tornou uma febre que contaminou muita gente boa e também gente que não é tão boa assim. É natural que isso tenha acontecido. Afinal, a internet é um meio que permite que qualquer pessoa fale o que quiser, na hora que quiser, sem ter que gastar muito pra isso.

Porém, para ganhar dinheiro com blogs é preciso oferecer conteúdo de qualidade, por meio de um site bem estruturado e que seja divulgado de maneira correta. Além disso, você precisará buscar meios para monetizar o seu blog, ou seja, para fazer com que ele consiga gerar dinheiro.

Para tanto, você pode ofertar conteúdos pagos, como ebooks produzidos por você, e incluir anúncios no blog, utilizando o Google Adsense, por exemplo.

Então se você tem algum assunto que conhece bem e sobre o qual gosta de escrever, mãos a obra!

4.5. Escreva livros

Aliás, se você tem capacidade para escrever posts para blogs e um ebook, talvez seja a hora de produzir livros, que podem ser vendidos impressos ou em versão eletrônica.

Para tanto, procure abordar temas que sejam do seu inteiro domínio ou que você tenha interesse em pesquisar. Junte as informações que você deseja transmitir e alinhe tudo com um bom texto.

Ora, falando assim, pode parecer fácil e talvez seja realmente fácil para você.

4.6. Trabalhe como freelancer

Você pode ofertar as suas habilidades diretamente a pessoas e empresas que precisem delas para trabalhos temporários. As ofertas também podem ser feitas por intermédio de sites especializados nesse tipo de contratação. Aliás, existem até sites que apresentam as demandas para os freelas, que têm liberdade para escolher o que fazer.

Existem demandas para todos os tipos de profissionais — redatores, profissionais de TI, advogados, engenheiros, entre tantos outros.

4.7. Monte um brechó

Não é raro encontrar pessoas que estejam dispostas a doar ou a vender por um preço bem baixo aquelas roupas e calçados que não usam mais, os discos de vinil ou os livros que estão entulhando o armário e até aqueles equipamentos eletroeletrônicos antigos, que estão encostados, sem uso. Se você tem habilidade para lidar com comércio, revender esses objetos pode ser uma excelente maneira de obter uma renda mensal.

Para colocar essa ideia em prática você não precisa gastar muito. Você pode montar um brechó físico, em um cômodo da sua casa, e também divulgar as peças pela internet.

4.8. Venda produtos importados

Se antigamente as novidades lançadas em outros países demoravam meses ou até anos para chegarem por aqui, hoje a realidade é muito diferente. Grande parte do que é produzido lá fora chega ao Brasil ao mesmo tempo em que alcança outros mercados. Na pior das hipóteses, demora pouco tempo para vir para cá.

Porém, “grande parte” não significa tudo e são vários os itens vendidos no exterior que não são encontrados com facilidade por aqui. Além disso, dependendo das condições de importação, é até possível vender produtos que já são encontrados no mercado nacional, oferecendo preços bastante competitivos.

Com as facilidades das importações que existem hoje e que permitem que elas sejam feitas até pela internet, você pode se dedicar a comprar e a vender produtos estrangeiros. As vendas iniciais podem ser feitas para os amigos e parentes e você pode evoluir para uma loja física e também para uma loja on-line.

Neste post vimos os essenciais para se planejar para o futuro. Estabelecemos uma meta de R$ 10.000, um valor interessante de se ter em mente. No entanto, com o que vimos aqui, você pode se programar para ganhar o quanto quiser — basta não se esquecer do essencial.

Gostou do nosso passo a passo para ter uma renda mensal de 10 mil reais? Restou alguma dúvida sobre o assunto? Deixe um comentário!

Conclusão

Hoje nós vimos os essenciais para se planejar para o futuro. Estabelecemos uma meta de R$ 10.000,00 pois é um valor interessante de se ter em mente, mas com o que vimos aqui você pode se programar para ganhar o quanto quiser!

Basta não se esquecer do essencial. Quando falamos de investimentos e de longo prazo, temos que focar em nossa disciplina! Podemos te falar como, mas não podemos te obrigar a investir direito. Agora, fique ligado e vá direto ver o nosso material sobre previdência. Os links estão aqui em baixo e eles são essenciais para se aproveitar o máximo deste artigo!

Até a próxima e bons investimentos!

Quer Receber Mais Conteúdos Como Este?

Junte-se aos aos nossos milhares de investidores inteligentes e seja o primeiro a receber as nossas novidades e dicas de como acumular mais recursos, rentabilizar melhor seus investimentos e proteger seu patrimônio.

Follow

About the Author

Jonathan B Camargo, Co-Fundador do Blog London Capital e assessor de investimentos na New York Capital empresa de assessoria de investimentos que tem como objetivo exclusivo assessorar pessoas físicas de elevado patrimônio, holdings familiares e empresas de participações com alta disponibilidade líquida para investimentos, sempre valorizando a privacidade dos negócios, aliada à solidez da XP INVESTIMENTOS.