4 Dicas Importantes para Começar a Investir em Commodities?

4 Dicas Importantes para Começar a Investir em Commodities

By Jonathan Camargo | Investimentos

Quer Aprender a Investir Melhor?

Receba semanalmente dicas exclusivas e ferramentas práticas para ajudá-lo a investir com sabedoria e ganhar dinheiro extra.

dez 07
Como começar a investir em Commodities?

Você já ouviu falar da opção de investimento em commodities? Sabe como funciona? Vamos agora entender melhor esse tipo de investimento e saber como ele poderá ajudar a criar uma estratégia diferenciada para seus ganhos. Entenda agora como começar a investir em commodities:

O que são Commodities?

Commodity ou commoditie, como é usado no Brasil, é o termo singular usado para definir uma vasta gama de produtos. Entre eles, estão as matérias-primas e os materiais crus, metais como ouro, prata ou cobre, e culturas de milho, soja e grãos variados.

Também podem ser considerados commodities o café, o petróleo e o aço, e no Brasil a sua negociação acontece na Bolsa de Mercadorias e Futuro (BM&F Bovespa). No mercado futuro da BM&F Bovespa, são negociados os contratos referentes a uma determinada quantidade de produtos de acordo com uma quantidade e especificação de tipo, sendo que não necessariamente existe a intenção de se comercializar produtos físicos. Existem quatro grupos mais comuns de commodities que são negociadas:

  • Commodities ambientais: créditos de carbono gerados por determinadas empresas e negociados para aquelas que não têm valores suficientes para garantir políticas ambientais;
  • Commodities financeiras: estão ligadas à negociação de moeda ou ainda a títulos públicos do governo;
  • Commodities agrícolas: grãos em geral como soja, feijão, suco de laranja, algodão, borracha, entre outros;
  • Commodities minerais: ferro, alumínio, aço, petróleo, metais como ouro, prata, entre outros.

Normalmente, todas as commodities têm seu preço estabelecido de acordo com valores do mercado internacional e muitas delas são negociadas em mercados internacionais, já que representam mercadorias que todo e qualquer país necessita em seu dia a dia.

Por que o mercado de Commodities é tão interessante?

Caso você já tenha parado para acompanhar o mercado financeiro, é claro que você já notou que a influência que as commodities têm sobre as variações da bolsa são muito grandes, mas ao que se deve isso?

A variação ligada às commodities possui uma explicação relativamente simples: quanto maior for a procura por uma determinada mercadoria, maior será o preço cobrado pela negociação desta, o que gera grande especulação.

Além disso, observa-se que, na época da entressafra de determinados produtos, também há o aumento dos preços, sendo que esses valores afetam as negociações e também o valor final destes produtos.

Mas de que forma pode-se confiar e investir o seu dinheiro em algo que sofre uma variação tão grande? Para a proteção do capital dos investidores, foi criado um mecanismo que protege, ao mesmo tempo, produtores e compradores, para que não sejam tão afetados por fortes altas ou baixas.

Esse mecanismo está presente na negociação de contratos futuros, por exemplo, em que tanto compras quanto vendas estão baseadas em preços já acordados, e, como já foi dito, pode haver ou não a liquidação física de um produto. Essa negociação em mercado futuro atua como uma garantia de preços em relação às volatilidades do mercado e isso acaba por eliminar uma boa parte do risco existente em relação a esse tipo de operação.

O mercado futuro, então, pode ser entendido como um mercado composto por contratos de intenções, com negociações não especificamente de uma mercadoria, mas sim de preços futuros que podem ser atribuídos a essa mercadoria.

Como investir em Commodities diretamente?

Primeiramente é preciso procurar um corretor ou uma empresa especializada, que possa lhe auxiliar em diversas questões, desde a definição de um perfil até a escolha dos melhores aplicações e estratégias de investimentos.

Depois de definir seu perfil de investidor, inclusive com a definição dos riscos que você pode e vai correr em suas aplicações, é preciso decidir se o investimento será feito em contratos futuros ou em opções. No mercado futuro, é possível definir um determinado preço de uma commoditie para uma determinada data. Assim, o que ocorre é a decisão pela posição (em relação ao preço e data) em vez da aquisição da commoditie em si. Outro caminho é o mercado de opções, que permitirá a negociação da commoditie por conta própria, o que não prende o investidor a condições preestabelecidas de valor ou data.

Na sequência, é preciso definir e entender as condições mínimas para seu investimento em commodities, sendo que é possível investir quantidades não muito vultosas nesse tipo de operação. É preciso estar atento à constante volatilidade desse investimento bem como das possíveis chamadas diárias, que são requisições de dinheiro para cobrir sua conta que acabou por sofrer perdas.

Ainda é possível a aquisição de contratos de opções, que permitem a compra de pequenas partes de grandes contratos estabelecidos por grandes investidores. Pode-se também optar pelas operações de spreads de opções, que permitem equilibrar o custo dos investimentos em commodities com a venda para outros investidores, enquanto existe a negociação de opções para uma data futura.

Fundos de Capital Protegido

Em vez de investir sozinho em commodities, uma opção que tem tido um grande crescimento é o investimento em fundos de capital protegido. Nesses tipos de fundo, o administrador, que é um profissional com muita experiência na área, procura investir uma parte dos recursos do fundo em renda fixa, que possui um risco menor, e outra em commodities, que têm maior rentabilidade. Assim, a combinação de diferentes papéis pode gerar mais retorno e diminuir a questão do risco observado nas commodities.

Nos fundos de capital protegido, existe ainda a opção de investimento em algumas commodities que não têm alta liquidez no Brasil, entre eles os créditos de carbono, por exemplo. Melhorar o nível de risco desses tipos de aplicação não é nenhum mistério, são combinações que ajudam a diminuir o risco e diversificam a carteira de investimentos — o retorno nem sempre é garantido e tudo pode variar de acordo com o mercado e as condições a que este é submetido.

Você entendeu o que são commodities e as duas formas básicas de investir nelas, seja pela compra de opções ou mercado futuro ou por fundos protegidos, aqueles que têm um mix de produtos e são controlados por gestores experientes que sabem a melhor combinação para diminuir o risco em comparação ao retorno observado. Quer saber mais e conhecer nossas soluções que podem diversificar seu portfólio de investimento? Deixe suas dúvidas e comentários para nós!

 

Quer Aprender a Investir Melhor?

Receba semanalmente dicas exclusivas e ferramentas práticas para ajudá-lo a investir com sabedoria e ganhar dinheiro extra.

Follow

About the Author

Jonathan B. Camargo, empreendedor, planejador e educador financeiro, formado em Administração de Empresas, certificado como Agente Autônomo de Investimentos pela CVM (2012), pelo Programa de Qualificação Operacional - PQO, como Profissional Financeiro Ambima Serie 20 – CPA 20. Especialista em investimentos e planejamento financeiro, ingressou no mercado financeiro em 2010, com passagens por instituições como Bradesco (Corporate Bank) e XP Investimentos. Trabalha com o intuito de transferir conhecimento aos seus clientes e ajudar a transformar seus objetivos em realidade.