8 cuidados que o investidor precisa ter ao longo do ano

8 cuidados que o investidor precisa ter ao longo do ano

By Tatiana Mallmann

Quer Aprender a Investir Melhor?

Receba semanalmente dicas exclusivas e ferramentas práticas para ajudá-lo a investir com sabedoria e ganhar dinheiro extra.

8 cuidados que o investidor precisa ter ao longo do ano

Quando o assunto é investimento, para alcançar os melhores resultados é preciso se dedicar e estar sempre atento às mudanças do mercado e ao desempenho das suas aplicações. Neste post você vai conhecer dicas que devem ser seguidas durante o ano inteiro para conseguir tirar o melhor dos seus investimentos.

Antes de seguir lendo este artigo quero te convidar a baixar o [EBOOK] Desmistificando Investimentos Financeiros. É um PDF para download gratuito que será enviado diretamente para sua caixa de e-mail. Neste ebook você vai poder compreender mais afundo sobre o assunto deste artigo com estratégias e dicas práticas para você usar no dia-a-dia como investidor.

Se você ainda não baixou faça agora, neste link.

Confira os cuidados que todo investidor precisa ter ao longo do ano e veja como praticá-los:

Fique atento às mudanças no mercado financeiro

O mercado financeiro muda a todo o instante. É importante ter em mente que um investimento que teve retorno no passado não necessariamente terá um bom desempenho no futuro. Por isso, um bom investidor sabe que tem que prestar atenção em todas as oscilações e analisar os impactos que elas terão em suas aplicações.

Entre as perguntas que devem ser feitas estão como determinada mudança pode beneficiar seus investimentos e melhorar suas rentabilidades e, também, até que ponto ela pode prejudicar o retorno esperado.

Veja por que o rendimento da poupança é ruim no cenário atual.

Acompanhe a inflação

Fator que não pode ser ignorado em nenhum planejamento financeiro, a inflação tem impacto relevante principalmente quando é alta, como acontece no Brasil. Essa característica influencia o poder de compra da moeda, que é corroído e, em longo prazo, aumenta de forma significativa a diferença entre ganhos nominais e reais.

Para não ter perdas, é importante que o investidor fique de olho na inflação ao longo do ano para não correr o risco de achar que seus investimentos terão boa rentabilidade, e, no final das contas, quando a inflação é descontada, ver que os retornos reais são negativos.

Diversifique sua carteira de investimento

A máxima que diz que não se deve colocar todos os ovos na mesma cesta cai como uma luva quando se fala em investimentos. Uma lição de casa para o ano que está começando é, ao longo dos meses, trabalhar a diversificação de investimentos levando em consideração o cenário econômico e, principalmente, seus objetivos e metas de curto, médio e longo prazo.

Pesquise opções de acordo com seu perfil de investidor e, na dúvida, não deixe de recorrer a um assessor de investimentos para apresentar as opções mais adequadas ao que você precisa.

Saiba que o caminho mais fácil nem sempre é o melhor

O fato de um investimento ser mais popular não faz dele a melhor opção para você. Não é porque determinada ação é mais divulgada que ela é mais promissora, por exemplo. Para investir melhor ao longo de 2016, evite cair na armadilha de só aplicar no que é mais familiar para você. Pesquise, informe-se e não confie cegamente em sugestões de investimento incentivadas por anúncios ou recomendadas por amigos e familiares que não são, necessariamente, especializados.

Tenha em mente que a decisão de onde investir está diretamente ligada aos seus objetivos financeiros. Leve-os em consideração e busque sempre informações confiáveis para sustentar suas decisões.

Tenha paciência

Muitos investidores ficam ansiosos quando compram uma ação e o preço dela começa a cair. Eles vendem e, quando a ação sobe depois de um tempo, se arrependem. Para ser um investidor melhor em 2016, tenha como lema comprar ação na baixa e não se desfazer dela mesmo que o preço caia. Tenha paciência e mantenha na sua carteira ações de empresas que você considera sólidas, mesmo que elas, em algum momento, passem por turbulências que afetem o preço dos seus papéis.

Boas oportunidades costumam surgir em tempos de crise. É só ter mente que problemas levam as pessoas a ficarem ansiosas e a tomarem decisões precipitadas. Não caia nessa armadilha, tenha calma e veja que será possível ganhar e ter lucro mesmo com o mercado em queda.

Avalie sempre todos os cenários possíveis

É comum o investidor prestar mais atenção nas promessas de ganhos que terá do que nos riscos que corre ao optar por determinado investimento. Quem quer cuidar melhor do seu dinheiro em 2016 tem que mudar esse comportamento. O ideal é fazer uma análise dos prós e contras de cada tipo de investimento, não sendo otimista demais e entendendo que, sim, pode haver perdas.

Por isso, é importante nunca colocar todos os recursos em uma única aplicação e sempre ter um fundo de emergência caso perca dinheiro em algum momento. Antes de investir considere sempre um cenário de ganho, um de perda e outro básico. Assim, você diminui a chance de tomar uma decisão ruim.

Ouse

Quem deseja se tornar um investidor melhor tem que se esforçar para entender cada vez mais de investimentos, economia e finanças pessoais. Tem que pesquisar muito para compreender as nuances do mercado e saber quando aproveitar as melhores oportunidades. Em 2016, procure se antecipar e aprender como vislumbrar uma boa oportunidade antes do mercado. O pioneirismo certamente renderá frutos e ganhos.

Pesquise, pesquise, pesquise

Antes de investir, é importante aprender a analisar os riscos dos ativos e a expectativa de ganhos. Escute sua intuição, mas nunca dispense uma boa pesquisa. Se optar por comprar ações de determinada empresa, por exemplo, faça uma investigação extensa sobre ela. Analise não só seu desempenho atual no mercado, como seu histórico. Converse com pessoas da área, entenda todos os processos dessa companhia. Essa é a garantia que você realmente está investindo não só em algo que pode dar lucro, mas em uma organização em que acredita. Essa certeza certamente lhe dará segurança para não vender suas ações apressadamente em caso de baixa.

Investir é um ato que exige dedicação, busca constante por informações e a capacidade de pensar em longo prazo. Um bom investidor está sempre de olho no mercado, atento a novos produtos que surgem e acompanha a rentabilidade da sua carteira constantemente.

A boa notícia é que ninguém aprende a investir da noite para o dia. É necessário aprimoramento constante e, claro, sempre que possível a orientação de um assessor de investimentos, que o ajudará a entender os cenários possíveis e mostrará quais são as oportunidades mais adequadas ao seu perfil e expectativas.

Quer ler mais textos sobre finanças pessoais e investimentos? Assine nossa newsletter e tenha acesso ao melhor conteúdo!

Ah e não esquece de baixar o [EBOOK] Desmistificando Investimentos Financeiros.

Quer Aprender a Investir Melhor?

Receba semanalmente dicas exclusivas e ferramentas práticas para ajudá-lo a investir com sabedoria e ganhar dinheiro extra.

About the Author

Tatiana Mallmann, Co-Fundadora do Blog London Capital, formada em Administração de Empresas, ingressou no mercado financeiro em 2006, acumulando experiência em varejo, planejamento financeiro e seguros corporativos em instituições como Banco do Brasil e Confiança Companhia de Seguros. Especialista em planejamento financeiro, gestão de risco, proteção do ativo humano, blindagem de patrimônio e sucessão empresarial.