Quais serão os 4 melhores investimentos para 2016? | London Capital | Blog Investimentos e Finanças

Quais serão os 4 melhores investimentos para 2016?

By Tatiana Mallmann

Quer Aprender a Investir Melhor?

Receba semanalmente dicas exclusivas e ferramentas práticas para ajudá-lo a investir com sabedoria e ganhar dinheiro extra.

Quais serão os 4 melhores investimentos para 2016?

2016 não será um ano fácil. O cenário turbulento da economia brasileira nesses últimos tempos, juntando recessão, desemprego subindo e inflação em alta não é nada animador. Diante de toda essa situação, fica difícil para o investidor saber qual caminho seguir. Como se proteger da crise? Qual o melhor investimento para fazer nesse momento?

As dúvidas são muitas e a única certeza é que proteger bem seu dinheiro nesse momento é fundamental, tanto para assegurar boas rentabilidades quanto para garantir mais tranquilidade para sua vida financeira.

Como deve ficar a economia em 2016

Se 2015 foi um ano terrível para a economia — com uma queda no PIB de 3,6% —, 2016 não deve ser muito diferente. Especialistas preveem uma retração acima de 3% para esse ano, o que deve tornar essa a recessão mais profunda na economia brasileira desde 1991.

A queda de 12,6% dos investimentos prevista para 2016 é uma prova do elevado grau de incerteza dentro da economia, acompanhado de uma piora nas condições do mercado de crédito e a redução dos aportes de capital tanto público como privado para o financiamento da produção interna. Já o dólar, que passou a barreira dos 4 reais em 2015, deve piorar e atingir o valor de R$ 4,70 até o final do ano, deixando o real ainda mais desvalorizado.

A inflação anual deve ultrapassar novamente os 10% no final do primeiro trimestre, e depois deve recuar e ficar em torno de 6% em dezembro — no limite do teto estabelecido pelo Banco Central. A situação adversa no mercado de trabalho também deve se agravar, com uma taxa de desemprego estimada para fechar o ano por volta dos 11%, depois de ficar em torno de 8% em 2015.

Quais são os melhores investimentos para 2016?

Diante desse cenário, investir se torna uma tarefa cada vez mais complicada. Mas, mesmo com a piora na economia, saiba que sempre existem boas oportunidades. Listamos abaixo dicas de onde aplicar seu dinheiro durante a crise, mostrando as 4 melhores opções de investimento para esse ano. Confira:

CDB

Os Certificados de Depósito Bancário são títulos de renda fixa oferecidos aos clientes de bancos e instituições financeiras como forma de captar mais recursos. Sua rentabilidade usa como referência o Certificado de Depósito Interfinanceiro (CDI), que é a taxa de juros cobrada pelas operações financeiras realizadas entre os próprios bancos diariamente. Se um banco oferecer um CDB rendendo 92% em relação a um CDI que esteja a 13,64%, por exemplo, o cliente terá 12,55% de rentabilidade — entenda melhor como funciona o investimento em CDB.

Alguns CDBs, atualmente chegam a pagar até 120% do CDI ou os pré-fixados até 17% ao ano.

A crise do mercado de crédito somada à alta taxa de juros faz com que o CDB fique atrativo, pois nos tempos de crise os bancos acabam sendo obrigados a aumentarem sua captação de recursos por meio desse tipo de aplicação. Mas é preciso ficar atento às taxas de administração cobradas, além da incidência do Imposto de Renda, que pode variar de 22,5% para aplicações com menos de 6 meses até 15% para prazos de vencimento acima de 2 anos.

Tesouro Direto

O Tesouro Direto é uma plataforma de venda de títulos públicos às pessoas físicas, emitidos pelo Tesouro Nacional para captar recursos para financiar as atividades do Governo Federal. Esses títulos podem ser pré-fixados, permitindo que o investidor saiba quanto terá exatamente de rentabilidade no vencimento da aplicação, ou pós-fixados, ficando atrelados à variação da taxa Selic ou da inflação, pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Com a alta dos juros e inflação crescente, a rentabilidade do Tesouro acaba ficando muito atrativa. Os juros, atualmente, já estão no patamar dos 14,25% ao ano, e a expectativa é de que a taxa Selic continue nesse nível durante todo 2016. Já a inflação pelo IPCA fechou o ano de 2015 em 10,67%.

Com isso, ao combinar boas rentabilidades com liquidez de mercado, o Tesouro fica muito mais vantajoso do que a poupança, por exemplo, que só consegue oferecer rendimentos de pouco mais do que 6% ao ano, tornando-se a principal alternativa para investimento de renda fixa em 2016.

LCI/LCA

A Letra de Crédito Imobiliário (LCI) é uma forma de captação de recursos usada pelas instituições financeiras para oferecer crédito a interessados em financiar imóveis ou investir no setor. Como o próprio imóvel servirá de garantia a esse empréstimo, pode se dizer que a LCI é um tipo de investimento lastreado no mercado imobiliário. Já a LCA (Letra de Crédito Agropecuária) funciona de maneira idêntica à LCI, mas para fomentar o crédito destinado a produção agropecuária.

As LCI/LCA têm duas grandes vantagens, principalmente para tempos de crise. A primeira é a garantia que o FGC (Fundo Garantidor de Créditos) oferece para aplicações do tipo até o valor de R$ 250 mil por instituição financeira. A segunda é a isenção de imposto de renda para pessoa física, o que acaba aumentando a rentabilidade do papel. Com isso, as LCI/LCA acabam sendo as melhores opções em renda fixa para investimentos de curto prazo, pois outras aplicações como CDB e Tesouro Direto só oferecem tributação menor se o vencimento do papel for acima de 2 anos.

Ações

A queda nas bolsas pode parecer ruim em um primeiro momento, mas para quem quer investir essa pode ser uma boa oportunidade, pois várias ações com potencial acabam ficando mais baratas do que o normal. Por isso, é interessante analisar esse mercado em busca de investimentos inteligentes, principalmente para o longo prazo. Procure por ações de empresas sólidas, com resultados consistentes e que tenham um baixo índice de endividamento. O cenário de crise com juros altos e dólar subindo favorece papéis de companhias exportadoras (principalmente do setor sucroalcooleiro e de celulose) e instituições financeiras.

Mas cuidado: se você não tem muito conhecimento sobre ações, não invista grandes quantias de dinheiro agora. Seja por meio de fundos de investimento ou operando diretamente no mercado, o importante é começar aos poucos: abra sua conta em uma corretora e comece a estudar como funciona melhor o mercado acionário.

É possível investir bem mesmo na crise!

Ao que tudo indica, 2016 será um ano muito bom para a renda fixa e um pouco mais complicado para os demais tipos de investimentos. Aproveite o momento para estudar mais a fundo o mercado financeiro e começar a construir uma carteira com os melhores investimentos, que proporcionarão rentabilidades espetaculares no futuro. Lembre-se: é na crise que aparecem as grandes oportunidades, e quem não aproveitá-las agora pode se arrepender no futuro.

Gostou das nossas dicas? Ficou interessado em saber mais sobre como aplicar seu dinheiro? Baixe agora gratuitamente o nosso e-book Desmistificando Investimentos e aprenda mais sobre o assunto!

 

Quer Aprender a Investir Melhor?

Receba semanalmente dicas exclusivas e ferramentas práticas para ajudá-lo a investir com sabedoria e ganhar dinheiro extra.

About the Author

Tatiana Mallmann, Co-Fundadora do Blog London Capital, formada em Administração de Empresas, ingressou no mercado financeiro em 2006, acumulando experiência em varejo, planejamento financeiro e seguros corporativos em instituições como Banco do Brasil e Confiança Companhia de Seguros. Especialista em planejamento financeiro, gestão de risco, proteção do ativo humano, blindagem de patrimônio e sucessão empresarial.