Como Escolher uma Boa Corretora de Valores para seus Investimentos?

Como Escolher uma Boa Corretora de Valores para seus Investimentos?

By Tatiana Mallmann

Quer Aprender a Investir Melhor?

Receba semanalmente dicas exclusivas e ferramentas práticas para ajudá-lo a investir com sabedoria e ganhar dinheiro extra.

Como escolher uma boa corretora de valores?

Uma das decisões mais fundamentais que um investidor tem que tomar não tem nada a ver com aplicações, ações ou qualquer tipo de investimento.

O mais importante, principalmente quando se está começando, é saber qual corretora escolher, pois será ela que dará suporte a todas suas decisões e executará as operações que você fizer.

Mesmo assim muitos, não dão importância para essa questão e abrem sua conta na primeira corretora que aparece pela frente, sem fazer nenhuma avaliação mais profunda.

Antes de seguir lendo este artigo quero te convidar a baixar o [EBOOK] Bancos Médios. É um PDF para download gratuito que será enviado diretamente para sua caixa de e-mail.

Neste ebook você vai poder compreender mais afundo sobre o assunto deste artigo com estratégias e dicas práticas para você usar no dia-a-dia como investidor.

Se você ainda não baixou faça agora, neste link.

Mas como decidir qual a melhor corretora para você? Quais fatores devem ser levados em conta nessa escolha? É o que esclarecemos neste artigo. Confira!

O que faz uma Corretora de Valores?

Corretoras de valores são os agentes que intermedeiam as diversas operações realizadas na Bolsa. Dessa forma, para começar a investir, toda pessoa precisa antes abrir uma conta em uma corretora. Será por meio dela que o investidor poderá acessar o mercado e começar a investir de fato na bolsa de valores.

Veja também: Como investir na Bolsa de Valores e ganhar dinheiro com isso?

Dicas para escolher uma boa corretora

Atualmente, existem mais de 80 corretoras de valores habilitadas para atuar na BM&FBOVESPA, e os tipos de serviços que elas oferecem podem variar muito de uma pra outra. Para facilitar, listamos os 8 principais pontos que você deve avaliar para escolher a corretora certa:

Avalie os custos e taxas cobrados

Cada corretora estabelece seus preços de corretagem de uma forma diferente: algumas cobram R$ 50,00 por ordem executada, enquanto outras chegam a cobrar menos de R$ 2,00. Por isso, é importantíssimo prestar atenção nessa questão, pois esses custos podem impactar diretamente na rentabilidade de seus investimentos.

No entanto, não é só o preço da corretagem que você deve avaliar, mas também outras diversas taxas cobradas. Dentre as principais, podemos citar a taxa de custódia, emolumentos e taxa de liquidação, taxa para saques e retiradas, taxa para tesouro direto, taxa para uso da mesa de operações, entre outros.

Saiba bem qual é seu perfil de investidor

Diversas corretoras costumam se especializar melhor em um tipo de operação do que em outras. Por isso, é importante que você conheça o seu perfil de investidor e saiba bem quais tipos de investimentos você quer fazer.

Por exemplo, ter um sistema de home-broker veloz é muito importante para quem faz operações de daytrade (comprar e vender ações no mesmo dia). Mas para alguém que investe em longo prazo operando apenas uma vez por mês, isso não é assim tão importante. Nesse caso, seria melhor escolher uma plataforma que cobre menos na taxa de custódia ou que ofereça relatórios e análises de especialistas em empresas.

Pesquise pelo histórico da empresa

A solidez e da confiabilidade da corretora são elementos importantes para serem considerados em sua pesquisa. Avalie a credibilidade da corretora e prefira empresas que já são bem estabelecidas no mercado. Verifique também se a corretora tem os selos de qualidade da BM&FBOVESPA — eles certificam que a empresa atende a todas as normas do mercado e são um atestado de excelência e segurança.

Confira quais produtos a corretora oferece

Quanto mais completa a corretora for, melhor. Por isso, dê preferência para empresas que ofereçam mais opções de investimentos. Além da compra e venda de ações, verifique se a corretora oferece outras alternativas, como investimento em fundos, Tesouro Direto, compra de papéis em renda fixa, operações no mercado futuro, entre outros.

Quanto mais produtos disponíveis na plataforma da corretora, maiores são as possibilidades de encontrar aplicações adequadas e de diversificar seus investimentos, obtendo menores custos e maior retorno.

Conheça como são as ferramentas a correta disponibiliza

Algumas corretoras de valores oferecem sua plataforma de operações (home broker) apenas com funções básicas. Já outras oferecem o adicional de ferramentas como: análise gráfica, acompanhamento de trades ao vivo, indicadores econômicos, envio de ordens automatizas, acesso mobile, simuladores de investimento, calculadora de imposto de renda, chat com analistas, entre outros.

Por isso, verifique antes como é a plataforma que a corretora disponibiliza e quais ferramentas ela disponibiliza. Diversas empresas oferecem um período de testes gratuitos para que os clientes possam avaliar seu sistema. Tenha bem em mente qual será o tipo de investimento que você quer fazer e veja se a plataforma oferecida possui alguma ferramenta específica para a operação desejada.

Descubra como é o atendimento ao cliente

Atender bem pode fazer uma grande diferença na hora de resolver problemas dos clientes. Diversas corretoras disponibilizam uma equipe de atendentes bem treinada por meio de vários canais de comunicação, enquanto outras não facilitam o contato e muitas vezes nem conseguem informar o que o cliente quer saber.

Uma boa forma de descobrir sobre o atendimento em uma corretora é fazer uma ligação para o SAC da empresa ou entrar em contato por meio de e-mail ou chat. Dessa forma, é possível avaliar não apenas qual será tempo de resposta, mas também a capacidade da empresa de resolver suas dúvidas.

Assessoria e Serviços Adicionais

Para atrair novos clientes, diversas corretoras oferecerem alguns serviços adicionais para ajudar principalmente os investidores iniciantes. Seja por meio de análises de profissionais especializados, programas de benefícios, ou assessoria para solucionar dúvidas sobre os produtos oferecidos, tais vantagens podem ser um diferencial na hora de escolher qual corretora usar. Mas avalie bem se o custo-benefício vai compensar, pois o preço disso pode estar incluído nas taxas cobradas.

Dê preferência para corretoras independentes

O fato de todos já terem conta-corrente em bancos cria a ideia de que investir por meio deles é mais cômodo. Afinal, o dinheiro já está lá mesmo, o que dispensa a necessidade de fazer a transferência para outro lugar. No entanto, se você deseja ter suporte de vários especialistas e uma atenção especial, é uma boa ideia procurar as corretoras independentes.

Elas vão oferecer serviços mais ágeis e customizados, além de cobrar taxas mais baratas e oferecer uma gama maior de produtos. Ao contrário dos bancos, corretoras são especializadas em operar na Bolsa e vão fornecer as melhores condições para você investir.

Descubra a corretora certa para o seu perfil de investidor!

As necessidades de cada investidor mostrarão o caminho para a escolha da corretora certa. Pessoas experientes que já têm total entendimento sobre o mercado financeiro podem optar pelas corretoras de menor custo, desde que possuam ferramentas operacionais adequadas para suas operações.

Mas para um investidor iniciante, por exemplo, pode ser importante ter uma corretora que ofereça um bom suporte ao cliente, por meio de material explicativo, ferramentas mais intuitivas e menos complicadas, análises sobre o mercado e assessoria sobre investimentos.

Gostou das nossas dicas? Ficou interessado em saber mais sobre como investir na Bolsa de Valores? Entre em contato com a gente!

Baixe agora gratuitamente o nosso e-book Desmistificando Investimentos e aprenda mais sobre investimentos!

 

Quer Aprender a Investir Melhor?

Receba semanalmente dicas exclusivas e ferramentas práticas para ajudá-lo a investir com sabedoria e ganhar dinheiro extra.

About the Author

Tatiana Mallmann, Co-Fundadora do Blog London Capital, formada em Administração de Empresas, ingressou no mercado financeiro em 2006, acumulando experiência em varejo, planejamento financeiro e seguros corporativos em instituições como Banco do Brasil e Confiança Companhia de Seguros. Especialista em planejamento financeiro, gestão de risco, proteção do ativo humano, blindagem de patrimônio e sucessão empresarial.