Como começar a investir em 2016? | London Capital | Blog Investimentos e Finanças

Como começar a investir em 2016?

By Tatiana Mallmann

Quer Aprender a Investir Melhor?

Receba semanalmente dicas exclusivas e ferramentas práticas para ajudá-lo a investir com sabedoria e ganhar dinheiro extra.

Como_começar_a_investir_em_2016

Primeiramente, parabéns! Morando em um país em que 70% dos poupadores só enxergam a poupança como aplicação, estar aqui em busca de conhecimento sobre o mercado financeiro e tentando encontrar caminhos inteligentes para se desbancarizar e multiplicar seu patrimônio já faz de você um vencedor!

Pois bem, como conhecimento precisa somar-se à estratégia para resultar em sucesso, vamos fazer valer seu esforço e mostrar um passo a passo de como começar a investir em 2016, fazendo desses 4 dígitos um divisor de águas em sua vida financeira!

Busque histórias inspiradoras

Já comentamos no blog sobre a fenomenal história de vida de Luiz Barsi, um ex-engraxate que morava em um cortiço em São Paulo, na década de 70, e que hoje se tornou um dos maiores investidores da Bovespa, com cerca de R$ 1 bilhão em ativos financeiros. O Brasil é um celeiro de oportunidades e de investidores bem-sucedidos de origem simples, o que mostra que não é preciso ser nenhum Abílio Diniz para enriquecer com o mercado financeiro e construir um patrimônio sólido baseado em aplicações.

Remodele o papel que o salário tem em sua vida

Não sabe quanto guardar por mês para criar um capital inicial para investir? Vamos pensar um passo antes: mude primeiro seus pensamentos, depois vamos tratar de percentuais.

A cultura brasileira do carpe diem (viver como se não houvesse amanhã) faz com que não se dê importância devida à essencialidade de poupar dinheiro, diferentemente de nações em Educação Financeira é disciplina obrigatória nas escolas desde o Ensino Fundamental (caso do Japão). Mas a vida é feita de renúncias (trade-offs) e isso implica em abrir mão de determinados hábitos para garantir uma vida financeira fora do normal dentro de alguns anos.

O primeiro hábito que deve ser revisto — por quem quer entender como começar a investir — é consumir o que se ganha (e isso não é uma questão de tamanho de salário, mas de puro vício cultural). É ilusão “se perdoar”, dizendo para si mesmo que só quem é rico consegue poupar. Quem não consegue guardar capital ganhando R$ 3 mil/mês, certamente não conseguirá segurar 1 centavo quando seu salário for elevado a R$ 10 mil. Porque o problema não está no valor numérico do rendimento, mas na mentalidade de ir ao limite do que se ganha.

Assim, tabule em uma planilha todas as suas receitas e despesas, eliminando alguns “mimos”, em troca da manutenção de ao menos 10% dos rendimentos para investir (em torno de 30% seria o ideal). Evite também compras a prazo, trocando a perigosa ideologia do “comprar agora, pagar depois” para o contrário. Eis o primeiro passo.

Mapeie aonde você quer chegar

Percentual mensal disponível, é hora de entender qual seu alvo, qual seu objetivo final. Quer uma aposentadoria livre da dependência do INSS? Quer viver de renda aos 45 anos? Quer juntar um capital como proteção aos filhos? É baseado no destino que se escolherá o transporte. Pense nisso.

Contrate um planejador financeiro

Já sabe o que quer? Então não faça economias suicidas. Alguns investimentos resultam em retorno muito superior ao valor gasto inicialmente (e reduzem riscos), caso da contratação de um planejador financeiro. Trata-se de um profissional completo, com vasto conhecimento no mercado financeiro e também em organização das finanças pessoais (diferente de um consultor financeiro, focado apenas nas oportunidades de mercado).

Esse expert vai diagnosticar seus objetivos, perfil de investidor (agressivo, moderado, conservador), entender seu orçamento mensal e propor melhoras na administração de suas receitas, além de cruzar todas essas informações com as oportunidades que o mercado oferece, centralizando-se no alcance de resultados reais.

Pensamento de longo prazo

É até possível, mas não é lógico que você comece a investir hoje e se torne milionário amanhã. Todo objetivo envolve esforço de longo prazo, diversificação de investimentos, estudo permanente e muita, muita paciência.

Por fim, a 6ª recomendação para quem não sabe como começar a investir é não subestimar a força do conhecimento. Busque informação o tempo todo, entenda a lógica dos ativos de renda fixa, os riscos da renda variável e, para isso, é claro, assine nossa newsletter! Por hoje é só! Sucesso e olho no mercado!

Quer Aprender a Investir Melhor?

Receba semanalmente dicas exclusivas e ferramentas práticas para ajudá-lo a investir com sabedoria e ganhar dinheiro extra.

About the Author

Tatiana Mallmann, Co-Fundadora do Blog London Capital, formada em Administração de Empresas, ingressou no mercado financeiro em 2006, acumulando experiência em varejo, planejamento financeiro e seguros corporativos em instituições como Banco do Brasil e Confiança Companhia de Seguros. Especialista em planejamento financeiro, gestão de risco, proteção do ativo humano, blindagem de patrimônio e sucessão empresarial.