As projeções econômicas que você precisa ficar de olho

As projeções econômicas para 2016 que você precisa ficar de olho

By Jonathan Camargo

Quer Aprender a Investir Melhor?

Receba semanalmente dicas exclusivas e ferramentas práticas para ajudá-lo a investir com sabedoria e ganhar dinheiro extra.

As projeções econômicas para 2016 que você precisa ficar de olho

Infelizmente, já sabemos que 2016 não será um ano fácil. Estamos passando por uma crise econômica complicada, com recessão, inflação alta e desemprego crescente. Tudo isso é resultado dos erros e excessos cometidos nos últimos anos, mas o momento agora não é de lamentação: é preciso coragem e vontade de mudar para enfrentar as dificuldades.

Confira abaixo as principais projeções financeiras e econômicas de 2016 e como elas afetarão o seu bolso.

Como deve ficar a economia em 2016

Em 2016, especialistas estimam que a queda no PIB será acima de 3% — lembrando que em 2015 a economia brasileira já sofreu uma retração de 3,8%. Já a inflação anual deve ultrapassar novamente os 10% no final do primeiro trimestre, e depois deve recuar e ficar em torno de 6% em dezembro — um pouco abaixo do teto.

A diminuição no consumo das famílias, que foi de 4,4% em 2015, deve se acentuar por causa da redução dos empréstimos bancários, do aumento na incerteza dos consumidores e principalmente pelas condições adversas no mercado de trabalho. A taxa de desemprego, deve atingir o patamar dos os 11% em 2016, depois de fechar em torno de 8% em 2015.

Enquanto isso, o real deve seguir bem desvalorizado. O câmbio do dólar, que passou a barreira dos 4 reais em 2015, deve piorar e atingir o valor de R$ 4,70 até o final do ano.

Projeções financeiras para investir em 2016

Toda essa situação prejudica a renda variável e beneficia diretamente a renda fixa (exceto a poupança). O Tesouro Direto, que traz consigo a segurança da renda fixa junto com boa rentabilidade dos papéis do governo, continuará a ser o destaque. Como a elevação dos preços continuará e a taxa básica de juros permanecerá alta em 2016, os rendimentos dos títulos continuarão atrativos.

No mercado de ações, a tendência continua sendo de baixa, mesmo depois de 3 anos consecutivos de queda. Isso se agrava em um cenário de juros altos, onde a bolsa perde a atratividade e passa a ter um volume menor negociado. Porém, analistas apontam que ainda existem boas oportunidades a serem encontradas na bolsa brasileira, principalmente daqueles papéis que caíram muito nos últimos tempos e que talvez possam estar baratos demais — entenda melhor como investir na bolsa de valores.

Uma luz no fim do túnel

Mesmo diante dessa situação, ainda existem motivos para otimismo. Durante 2015, foram feitos alguns ajustes fiscais, ainda tímidos, mas importantes na economia. Os custos de produção ainda são desafiadores, os estoques continuam altos, mas a tendência é que ambos caiam e melhorem as perspectivas no longo prazo.

Além disso, podemos destacar setores em que a economia vai muito bem apesar da crise. Entra aqui a excelente produção brasileira na área agropecuária. O país tem um enorme potencial de crescimento no setor e está sendo largamente beneficiado pela alta do dólar, assim como diversos outros setores também especializados em exportação. A previsão de 2016 é um superávit de 35 bilhões de dólares na balança comercial — a maior parte puxada pela venda de produtos e commodities agrícolas ao exterior.

Conselhos para atravessar a crise

Para passar por esse período de turbulência, o essencial é ter um cuidado redobrado em qualquer setor de atuação. Mantenha-se conservador, pense e repense antes de aumentar seus gastos e investimentos. Mas isso não significa necessariamente que devemos parar tudo e esperar o tempo passar! Muito pelo contrário: a crise pode ser uma excelente oportunidade de crescimento.

Procure ser criativo, analise suas projeções financeiras e se planeje. Se existe crise, ela é para todos, e quanto mais preparado você estiver, melhor estará em relação a todos.

Quer mais dicas e novidades sobre o mercado de investimentos? Assine nossa newsletter e fique por dentro!

Quer Aprender a Investir Melhor?

Receba semanalmente dicas exclusivas e ferramentas práticas para ajudá-lo a investir com sabedoria e ganhar dinheiro extra.

Follow

About the Author

Jonathan B Camargo, Co-Fundador e assessor de investimentos na New York Capital empresa de investimentos que tem como objetivo exclusivo assessorar pessoas físicas de elevado patrimônio, holdings familiares e empresas de participações com alta disponibilidade líquida para investimentos, sempre valorizando a privacidade dos negócios, aliada à solidez da XP INVESTIMENTOS.