Por Que e Como Investir em Empresas Inovadoras Mundialmente?

Por Que e Como Investir em Empresas Inovadoras Mundialmente?

By Tatiana Mallmann

Quer Aprender a Investir Melhor?

Receba semanalmente dicas exclusivas e ferramentas práticas para ajudá-lo a investir com sabedoria e ganhar dinheiro extra.

Por que e como investir em empresas inovadoras mundialmente?

Google, Apple, Facebook… Sempre que alguém começa a pensar em investir na Bolsa, logo se imagina apostando as fichas em algumas dessas grandes marcas do mercado de inovação. No entanto, basta dar uma pequena olhada na cartela de opções que temos no Brasil para perceber que esses nomes não aparecem assim tão facilmente para os investidores. O que de maneira alguma quer dizer que não seja possível empregar seu dinheiro nelas. Mas, então, como investir em empresas inovadoras do exterior?

Pois a resposta é bem simples: através dos BDRs, ou Brazilian Depositary Receipts, um dos temas deste post, em que também vamos mostrar por que é tão interessante apostar em marcas inovadoras do exterior e como acompanhar seus investimentos por lá.

Antes de seguir lendo este artigo quero te convidar a baixar um dos nossos [EBOOKs LONDON] link aqui. É um PDF para download gratuito que será enviado diretamente para sua caixa de e-mail. Os assuntos são variados, desde aposentadoria a investimentos específicos, através destes conteúdos, procuramos passar estratégias e dicas práticas para você usar no dia-a-dia como investidor.

Se você ainda não baixou faça agora, neste link.

Quer diversificar seus investimentos? Então vamos lá conferir um pouco mais de perto como funciona tudo isso.

Investir em empresas do exterior

Até o ano de 2010, não era nada fácil para um investidor brasileiro apostar seu dinheiro em empresas do exterior. No entanto, de lá para cá a coisa mudou bastante de figura.

De olho nesse interesse de milhares de brasileiros em marcas internacionais, a BM&FBovespa criou os BDRs (Brazilian Depositary Receipt), certificados de depósitos emitidos e negociados aqui mesmo no país, mas com lastros em valores de empresas estrangeiras. Interessante, não é? Pois tem mais informações sobre isso.

Divididas em 3 níveis, essas BDRs recebem a classificação I quando a empresa dispensa o registro como companhia aberta na Comissão de Valores Mobiliários — e por isso não é listada dentro da BOVESPA , recebendo o subtítulo de “não patrocinada” —, e como nível II e III quando o negócio é registrado pela CVM.

Qual é a diferença de investir em empresas de nível I e dos níveis II e III?

Bem, a principal é que para investir nesses negócios não registrados pela Comissão de Valores Mobiliários (os de nível I), apenas fundos de investimento, instituições financeiras, consultores de investimentos autorizados, administradores de recursos contábeis e pessoas físicas com mais de 1 milhão de reais disponíveis para investimento inicial têm autorização para negociar esses papéis. E como não é qualquer um que tem 1 milhão de reais livres para investir, hoje é fácil encontrar fundos de ações que investem nesse tipo de BDR e que pedem um valor inicial bastante em conta — em torno de dez mil reais.

Agora você talvez esteja curioso para saber quais são algumas das empresas que estão listadas como BDR de nível I não patrocinado, certo? Então, se esse for o seu caso, aqui vai uma pequena lista com alguns nomes:

  • Google

  • Apple

  • Dell

  • Facebook

  • HP

  • LinkedIn

  • Microsoft

  • Twitter

  • Yahoo

Gostou da lista? Pois se você quiser realmente investir nesses nomes, a próxima dica vai te ajudar a entender como é possível observar de perto as altas e baixas dessas ações no mercado lá de fora. Confira!

Como observar o índice da Bolsa fora do Brasil

Para acompanhar o índice da Bolsa no exterior não tem muito segredo, principalmente se for o caso de ações norte-americanas. Para isso, basta ficar de olho no site da Nasdaq, onde é possível acompanhar o movimento de mais de 2800 ações, assim como no site Bolsa de Nova York, responsável pelo maior volume de ações em capitalização de mercado do mundo, e, por fim, também o índice Dow Jones, que pode ser acompanhado no próprio Google e mostra o volume de negócio de 30 grandes empresas dos Estados Unidos — como Coca-Cola, Cisco, Nike e a já citada Microsoft.

Mas, claro, acompanhar o resultado das ações é apenas uma parte do dever de casa, afinal, todo grande investidor também precisa saber o que acontece no cenário político e econômico de diversas partes do mundo para entender o que pode ou não afetar as suas finanças, principalmente quando o assunto é o mercado de inovação. E onde é possível saber de tudo isso com informações realmente confiáveis?

Sites para acompanhar e entender mais sobre negócios de inovação

Ainda que no Brasil tenhamos bons veículos que acompanham o mercado de ações e também de tecnologia, os do exterior estão sempre um passo na nossa frente, tanto na velocidade quanto na qualidade do conteúdo coletado — e isso tem muito a ver com a facilidade em conversar com os executivos das empresas de lá. Portanto, se você quiser entender um pouco mais sobre os negócios de inovação — e, assim como a gente, não acreditar na opinião dos bancos —, a nossa dica é seguir os seguintes sites na internet:

TechCrunch

Criada em 2005, o TechCrunch é uma das maiores publicações com foco em inovação e negócios na internet. Tanto que hoje o site já conta com uma média 37 milhões de visitas por mês, algo inimaginável para muitos outros aqui do Brasil.

Wired

Apesar de hoje abordar diversos outros temas, como cultura pop e comportamento, a Wired — tanto a revista quanto o site — continua sendo um dos grandes nomes a falar sobre inovação e mercado na internet.

Bloomberg

Qualquer investidor, seja do mercado de inovação ou não, deve ficar atento ao que é mostrando pela Bloomberg, a maior agência de notícias do mercado financeiro do mundo. Uma publicação tão grande e respeitável que já está presente em mais de uma dezena de países e serve de base para diversos portais que conhecemos aqui do Brasil.

Uma ótima pedida para quem deseja saber dos fatos sem qualquer tipo de distorção do caminho.

Mostrando resultados impressionantes a cada semana e números sempre melhores, as marcas mais inovadoras do mercado vêm se mostrando cada vez mais sólidas e capazes de crescer ainda mais. Por isso é tão importante entender como investir em empresas como essas para planejar o quanto antes as suas apostas em cada uma delas. Afinal, nada como um mercado que se mantém de pé mesmo diante das piores crises, não é mesmo?

Gostou do nosso artigo? Quer saber um pouco mais sobre investimentos e sobre o mercado financeiro? Então assine a nossa newsletter e fique por dentro de tudo isso!

Ah e não esquece de baixar um dos nossos [EBOOKs LONDON] link aqui.

Quer Aprender a Investir Melhor?

Receba semanalmente dicas exclusivas e ferramentas práticas para ajudá-lo a investir com sabedoria e ganhar dinheiro extra.

About the Author

Tatiana Mallmann, Co-Fundadora do Blog London Capital, formada em Administração de Empresas, ingressou no mercado financeiro em 2006, acumulando experiência em varejo, planejamento financeiro e seguros corporativos em instituições como Banco do Brasil e Confiança Companhia de Seguros. Especialista em planejamento financeiro, gestão de risco, proteção do ativo humano, blindagem de patrimônio e sucessão empresarial.